Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Nove envolvidos no abate de pirarucu são multados por condomínio de luxo

A administração do Lago Azul, onde o peixe foi morto a golpes de pau e até de enxada, vai disponibilizar a lista com os nomes para os órgãos fiscalizadores

João Thiago Dias e Ana Laura Carvalho

Nove pessoas envolvidas no caso da morte do pirarucu a golpes de enxada, perto de um lago natural do Condomínio Residencial Lago Azul, em Ananindeua, foram identificadas e multadas administrativamente nesta semana. De acordo com o síndico, Hélder Cabral, os valores da multa variam de acordo com o grau de envolvimento. Além disso, a lista com esses nomes será disponibilizada para a Secretaria de Meio Ambiente de Ananindeua (Sema), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Delegacia de Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa), que investigam o episódio.

VEJA MAIS

Condomínio proíbe pesca em lago após morte de pirarucu com golpes de enxada
Por meio de placas, a administração do Condomínio Residencial Lago Azul, em Ananindeua, também reforçou que não é permitido nadar e caçar na área

Vereadores criticam brutalidade no abate de pirarucu em condomínio de luxo
O condomínio foi notificado por órgãos de meio ambiente e proteção animal e deverá apresentar licenças, documentos e autorizações que comprovem que a área existente no local possa ser utilizada como ‘pesque e solte”

"Os envolvidos foram punidos administrativamente pelo condomínio, o que nos cabe. A ação cível penal que eles possam responder vai depender dos órgãos públicos. Nós fizemos o que tinha que ser feito dentro do nosso regimento, da nossa legislação. Mas não posso falar o quantitativo de cada um", comentou Hélder.

"Nove pessoas identificadas, entre seis condôminos e três convidados. Mas convidados não podemos multar. Nesse caso, quem responde pelo convidado é quem o colocou dentro do condomínio. Então, quem foi multado foi o morador que convidou", detalhou o síndico.

VEJA MAIS

Deputado defensor dos animais solicita investigação sobre morte brutal de pirarucu
O deputado estadual do Pará Igor Normando disse que está acionando vários órgãos competentes, como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)

Administração de condomínio busca identificar moradores envolvidos em 'espancamento' de pirarucu
O caso ocorreu na tarde do dia 23 de janeiro, em Ananindeua. O caso rapidamente repercutiu negativamente nas redes sociais.

'Levaram pra comer', diz síndico de condomínio sobre pirarucu morto a pauladas
Moradores envolvidos na ação já foram identificados e punidos administrativamente

Na segunda quinzena, uma reunião entre os condôminos ainda deve definir um processo judicial contra os envolvidos. "Essa outra situação, estou aguardando passar uma eleição que teremos na segunda quinzena de fevereiro para saber sobre essa situação da possível ação que os condôminos irão mover contra os envolvidos, vislumbrando a possibilidade de ressarcimento de uma outra forma das multas que vão chegando aqui no condomínio, por parte dos órgãos fiscalizadores", completou Hélder Cabral.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) informou que continua acompanhando o caso junto à Delegacia Especializada de Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa). Disse, ainda, que o prazo para responder a notificação ainda está em curso.

Já a Prefeitura Municipal de Ananindeua, por meio do Departamento de Gestão Ambiental e Fiscalização, vinculada à Diretoria Geral da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), disse que instaurou processo administrativo ambiental sobre o referido caso. O condomínio foi notificado a apresentar autorização para atividade de pesca no local e como não houve comprovação foi lavrado o auto de infração com multa de R$ 10 mil, conforme Lei federal 9605/98 e Decreto Federal 6514/08.

A reportagem também entrou em contato Demapa, para atualizar de que forma esse órgão está acompanhando o caso.

VEJA MAIS

"Violência e brutalidade", critica zoólogo sobre golpes de enxada que mataram pirarucu
De acordo com o zoólogo Alberto Akama, a pesca excessiva e a destruição dos habitats são os fatores de risco para a sobrevivência da espécie

Polícia Civil investiga condomínio de luxo onde moradores mataram pirarucu a pauladas no Pará
Na manhã desta terça-feira (25), policiais da Demapa compareceram ao Condomínio Lago Azul com objetivo de apurar um suposto caso de maus tratos de animais

Pirarucu é morto a pauladas por moradores de condomínio de luxo Lago Azul, em Ananindeua
As cenas causaram revolta nas redes sociais

O caso

Um vídeo que mostra um pirarucu sendo morto com golpes de enxada ganhou destaque nas redes sociais na terça-feira (25) e causou revolta em muita gente. No Twitter, uma internauta denunciou a ação, no último domingo (23). "Mataram o peixe com pau e enxada. Mataram, com pau e enxada, diante de uma placa Pesque e solte", escreveu.

Na semana passada, logo após a repercussão do vídeo, a administração do Condomínio Residencial Lago Azul proibiu qualquer prática de pesca, caça e nado na área do lago, mediante a penalidade administrativa de multa no valor mínimo de R$ 1.350, dependendo da gravidade da situação.

Palavras-chave

Ananindeua
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE ANANINDEUA

MAIS LIDAS EM ANANINDEUA