Chuva que caiu em Belém, no domingo, provocou rajadas de vento de até 45 km/h

Esse tipo de tempestade ainda está previsto de ocorrer, de forma recorrente, até meados de novembro, principalmente na faixa norte do Estado, alerta Semas

Dilson Pimentel

A chuva que caiu em Belém, na tarde de domingo (25), provocou rajadas de vento de até 45 km/h. A informação foi dada, na tarde desta segunda-feira (26), pelo meteorologista Saulo Carvalho, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). Ele alertou que esse tipo de tempestade pode voltar a ocorrer na faixa nordeste do Estado, que compreende do Nordeste do Pará até o Baixo Amazonas, até meados de novembro.

Saulo disse que os meses menos chuvosos, apesar de terem eventos de tempestade com pouco volume de chuva, são característicos por apresentarem um alto grau de severidade, na medida em que esses eventos são acompanhados de rajadas de ventos e intensa atividade de descargas elétricas provocada por raios.

VEJA MAIS

Clima: Pará deve ter chuvas intensas em setembro
Com isso, o estado demonstra um fenômeno de ter tido chuvas fortes durante quase todo o ano

Alagamentos causam transtornos em diversos pontos, em Belém
Motoristas e pedestres têm dificuldade de passar pelos locais afetados

Grande Belém registra mini tornados com chuvas em pontos localizados
Fenômeno tem assustado moradores diante da velocidade dos ventos; vídeo

As chuvas intensas de domingo foram concentradas no centro de Belérm

As chuvas intensas de domingo chegaram a 27 mm e foram concentradas no centro da cidade, conforme registrado no pluviômetro automático do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), no bairro de Nazaré.

Ele acrescentou que a chuva provocou rajadas de vento de até 45 km/h, segundo dados da estação meteorológica do Aeroporto Internacional de Belém. “Esse tipo de tempestade ainda está previsto de ocorrer, de forma recorrente, até meados de novembro, principalmente na faixa norte do Estado”, afirmou.

Em Belém, choveu até agora 146,6 mm, quando a média fica em 120 mm.

O mês de setembro já está finalizando com chuvas acima da normal climatológica na Região Metropolitana de Belém. Segundo dados da estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu até agora 146,6 mm, quando a média fica em 120 mm.

Saulo Carvalho explicou que o mês de outubro ainda faz parte do período menos chuvoso da Região Metropolitana de Belém. “A tendência é que ainda haja dias quentes e com nebulosidade variável, o que levarão a temperaturas muito elevadas. As chuvas serão de curta duração e com baixa frequência ao longo do mês”, afirmou.

Chuva e relâmpago interrompem partida pela Segundinha do Parazão no Ceju, em Belém; vídeo
Partida foi encerrada no primeiro tempo, quatro minutos antes do tempo estipulado pela arbitragem

Forte chuva causa queda de árvores, poste e outros estragos na tarde de domingo, em Belém
Vários pontos da cidade registraram problemas devido à ventania durante os minutos de chuva

Vendaval que deixou Moju e Tailândia sem energia pode voltar a ocorrer no Pará
Eventos como esse já foram registrados, na semana passada, em Parauapebas e Tucumã

Ele acrescentou que, no momento, ainda não há como fazer uma previsão mais acertada em relação ao Círio. É que, operacionalmente, para fazer uma previsão mais confiável, serão necessários, no mínimo, três dias de antecedência, em função da capacidade dos modelos numéricos de previsão de tempo. As condições meteorológicas, por exemplo, mudam a toda hora. “É mais um panorama de tendência de como vai ficar o mês de outubro do que uma previsão propriamente dita”, reforçou.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ