Hélio dos Anjos lamenta empate do Paysandu com o Amazonas na Série B e diz: 'temos que ter frieza'

Técnico do Paysandu afirmou que falta contundência ao time e lamentou mais um empate na Série B

Fábio Will
fonte

O empate em 1 a 1 com o Amazonas, fora de casa, pela Série B não foi um bom resultado para nenhuma das equipes. O técnico bicolor, Hélio dos Anjos, lamentou não ter conquistado os três pontos e frisou dificuldade do clube paraense em criar oportunidades de gols na Série B.

“Não foi um bom resultado para nós pelo desenrolar do jogo no primeiro tempo, tomamos um gol em uma hora que estávamos absolutos. Se termina um jogo fora de casa com 65% de posse de bola. Lamento os últimos 15 minutos de jogo do meu time, pois naquele momento o Amazonas estava bem mais postado e não tivemos a competência do último passe. Tivemos três chances do último passe para colocarmos o companheiro na cara do gol, mas não fizemos. Tivemos controle sobre o adversário boa parte do jogo, mas lamento os últimos minutos”, disse.

VEJA MAIS

image Em jogo com duas expulsões, Paysandu sai atrás, mas empata com o Amazonas na Série B
Equipe bicolor não deslanchou e segue sem vitórias no Campeonato Brasileiro

image Hélio dos Anjos expõe relação com diretoria do Paysandu e nega risco no cargo: ‘boatos’
Permanência do treinador no comando do Papão tem sido questionada pela torcida após sequência sem vitórias da equipe.

image CBF muda dia e horário da partida do Paysandu na Série B do Brasileiro; veja a nova data
Instituição que comanda o futebol nacional informou a mudança em seu site oficial

O Paysandu ainda não venceu na Série B e isso vem deixando o torcedor “cabreiro” com o time alviceleste na zona de rebaixamento. O clube paraense conquistou quatro empates na competição e ocupa a 17ª colocação. Para o treinador bicolor, o time teve controle do jogo, mas falta a equipe matar a partida.

“Acho que no primeiro tempo priorizamos ficar com a bola, mas não tivemos sorte e competência, principalmente pelo lado direito e a bola não chegou bem para os nosso atacantes, mas não posso reclamar muito do meu time, pois a tônica da nossa equipe é essa, uma capacidade boa de jogo, não fugimos do nosso estilo de jogo, trabalhamos em cima de todos os adversários e o que ocorreu aqui, contra o Amazonas, aconteceu em todas as outras partidas que fizemos”, falou.

VEJA MAIS

image 'Xodó' da torcida do Paysandu, Esli Garcia é um estrangeiro que pode garantir bons lucros ao Papão
O venezuelano é o destaque do Paysandu nesta Série B, mas passa por um processo de adaptação ao futebol brasileiro e deve ganhar um novo contrato com o Papão

image Com 3 títulos pelo Paysandu, técnico dá pausa na carreira e assume outra função no futebol
O treinador informou que assumirá um cargo de diretor técnico em um grupo que comanda a SAF do Londrina-PR e outros clubes

image Sem jogar na Série B, Paysandu dispensa atacante ex-Palmeiras; veja quem já deixou o Papão neste ano
Paysandu oficializou a saída do atacante, após cinco jogos na temporada

O comandante bicolor firmou que de forma geral, o Paysandu precisa se impor mais nas partidas que, mesmo sempre tendo um jogador a menos, consegue criar, mas não consegue matar os jogos.

“Pela maneira que jogamos, falta mais contundência, entrar no adversário, atacar a última linha e aproveitar essas últimas situações criadas pelo lado de campo. São pequenos detalhes, mas acredito que as dificuldades dão maiores, pois a qualidade dos adversários é maior. Temos que ter frieza, pois o resultado [positivo] está para acontecer”, falou.

VEJA MAIS

image Paysandu tem o pior início de um clube paraense na Série B na era dos pontos corridos
Levantamento mostra o rendimento das equipes paraenses em na Série B nacional desde 2006, quando a competição adotou o formato atual

image Festival de expulsões! Paysandu tem média de duas expulsões a cada três partidas
Time recebeu cartões vermelhos nos últimos duelos do Parazão e Copa Verde

image VÍDEO: Narrador da Globo diz que a torcida do Paysandu foi a que mais o surpreendeu na carreira
Vídeo do narrador esportivo Luís Roberto ganhou os corações dos torcedores do Paysandu. Narrador eternizou a conquista da Copa dos Campeões pelo clube paraense em 2002

Hélio disse que ficou frustrado com o resultado e disse que o clube está tentando, que o caminho é complicado mesmo, mas que de forma devagar, os resultados positivos dentro da Série B irão ocorrer de forma natural.

“Contra o Goiás saímos lamentando, mesmo jogando 35 minutos com um jogador a menos, deixamos o empatar. Hoje não lamentamos demasiadamente, pois o adversário não ganhou da gente. A lamentação dos últimos minutos é muito da minha parte, não externei aos jogadores. E as coisas estão acontecendo assim, devagar, está demorando o resultado positivo, mas acima de tudo o grupo está consciente que, crescer em uma competição tão difícil quanto essa não é tão simples”, finalizou.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Paysandu
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES