Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso Yasmin: Segunda parte da reconstituição deixa testemunhas sem comunicação

Conforme são mencionadas no enredo do caso, essas pessoas são levadas até a lancha, onde apresentam novamente suas versões sobre o fato

Ana Laura Carvalho

As testemunhas do passeio de lancha que terminou com a morte da influenciadora digital e estudante de Medicina Veterinária Yasmin Fontes Cavaleiro de Macêdo, de 22 anos, participam, na tarde desta terça-feira (12), do segundo momento da reconstituição do caso, que ocorreu no dia 12 de dezembro do ano passado

VEJA MAIS

Caso Yasmin: delegado diz que tudo pode mudar com a reconstituição
Reprodução simulada deve apontar a verdade entre os mais de 50 depoimentos que o caso já tem

Caso Yasmin: Reprodução simulada é uma das maiores já feitas no Pará
A previsão inicial é de que o trabalho seja concluído em dois dias

Caso Yasmin: laudo da reconstituição sai em 10 dias
Prazo é o tempo legal determinado para a conclusão desse tipo de procedimento, que envolve, para este caso, cerca de 200 pessoas

Caso Yasmin: mais de 200 pessoas farão a reconstituição da morte da influencer
Reprodução simulada é um evento que necessita de atores, voluntários e toda a equipe de segurança pública envolvida para analisar todas as versões possíveis até se chegar à versão mais próxima da realidade

A lancha, de propriedade do suspeito Lucas Magalhães, está ancorada no meio do rio Maguari. Um ferryboat, da Marinha do Brasil, abriga subgrupos de testemunhas, que estão incomunicáveis. Conforme são mencionadas no enredo do caso, essas pessoas são levadas até a lancha, onde apresentam novamente suas versões sobre o fato. Em seguida, quando terminam, são levadas para uma outra embarcação, distante cerca de cem metros da lancha.

Reconstituição segue nesta tarde de terça-feira (Thiago Gomes / O Liberal)

De acordo com o delegado Galeno, da Divisão de Homicídios, responsável pelas investigações, 22 pessoas participam da reconstituição da morte de Yasmin Macêdo. Entre elas estão: 15 testemunhas, três suspeitos, três funcionários da marina de onde saiu o passeio, além de um primo de Lucas Magalhães, Hugo Magalhães, que foi a primeira pessoa para quem o dono da lancha ligou, quando notou o desaparecimento de Yasmin.

VEJA MAIS

Caso Yasmin: começa reconstituição da morte da influencer
Serão dois dias de trabalho da Polícia Científica do Pará e algumas das testemunhas, suspeitos e voluntários para reproduzir a noite em que a jovem estudante morreu, em meio a muitos mistérios

Caso Yasmin: contradições podem surgir após perícia em celular, diz mãe da influencer
Eliene Fontes acredita que aparelho continha conversas com envolvidos no caso que podem acabar mudando o rumo das investigações

Caso Yasmin: 'Espero que alguma verdade apareça', diz mãe da influencer
Reconstituição dos fatos que levaram à morte de Yasmin Fontes Cavaleiro de Macêdo começa nesta terça-feira (12)

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA