Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso Kairon: acusado faz parte de facção criminosa de Icoaraci, diz polícia

Arlindo de Jesus Corrêa Neto é acusado de mandar assassinar a tiros o estudante de odontologia Kairon Melo também responde por crime de violência doméstica, furto e receptação

O Liberal

A Polícia Civil informou nesta sexta-feira (08) que Arlindo de Jesus Corrêa Neto, acusado de mandar matar a tiros o estudante de odontologia Kairon Melo, no dia 22 de junho, em Icoaraci, faz parte uma facção criminosa que atua em Icoaraci. Além disso, ele já tem várias passagens pela polícia, não só por furto e receptação, mas violência doméstica contra a moça com quem ele convivia, que era a namorada do Kairon. Inclusive, essa jovem tinha uma medida protetiva contra Arlindo.

VEJA MAIS

Caso Kairon: suspeito de mandar matar estudante é conduzido ao sistema prisional
Arlindo de Jesus Corrêa Neto é acusado de mandar assassinar a tiros o estudante de odontologia Kairon Melo, no dia 22 de junho, em um condomínio popular, em Icoaraci

Caso Kairon: polícia divulga mensagens com ameaças antes do crime em Icoaraci
'Eu não estou nem aí se vou ser preso ou não', dizia acusado de mandar assassinar estudante Kairon Melo a tiros, em junho. Ele está preso em Belém

Caso Kairon: imagens mostram acusado jogando café quente no rosto do estudante
De acordo com a Polícia Civil, Arlindo de Jesus Corrêa Neto, acusado de mandar assassinar Kairon Melo, fazia várias ameaças contra a vítima

Arlindo de Jesus Corrêa Neto estava preso na Divisão de Homicídios (DH), bairro de São Brás, em Belém. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito é ex-namorado da moça com quem Kairon estava se relacionando.

Ele foi conduzido ao sistema prisional, no início da tarde desta sexta-feira (08). De acordo com o delegado Xavier, da DH, Arlindo já estava preso desde 24 de junho por furto qualificado. A prisão é temporária, válida por 30 dias e pode sr prorrogada por mais 30 dias.

Sobre o caso Kairon, o mandado de prisão foi expedido na última quinta-feira (07) e cumprido nesta sexta-feira. Desta forma, Arlindo continuou preso. A polícia investiga a participação de dois indivíduos, ainda não identificados, que seriam os executores do crime. De motocicleta, a dupla abordou a vítima e efetuou os disparos.

SAIBA MAIS SOBRE O CASO KAIRON

Suspeito do assassinato de estudante de odontologia é preso por roubo e associação criminosa 
PC descobriu mandado de prisão preventiva em aberto pelos crimes citados 

Caso Kairon: acusado de mandar assassinar estudante está preso em Belém
O estudante de odontologia Kairon Melo foi assassinado a tiros no dia 22 de junho, em um condomínio popular, em Icoaraci

Baião se mobiliza à espera do corpo do estudante de odontologia Kairon Melo
Jovens vão às ruas de motos e se concentram em área pública

Homicídio em Icoaraci: estudante de odontologia é assassinado a tiros no Quinta dos Paricás
Kairon Silva Melo, de 21 anos, estava visitando a namorada no condomínio quando foi alvejado com pelo menos oito disparos de arma de fogo. Suspeita é de que o ex-companheiro da moça tenha cometido o crime por ciúmes

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA