Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homicídio em Icoaraci: estudante de odontologia é assassinado a tiros no Quinta dos Paricás

Kairon Silva Melo, de 21 anos, estava visitando a namorada no condomínio quando foi alvejado com pelo menos oito disparos de arma de fogo. Suspeita é de que o ex-companheiro da moça tenha cometido o crime por ciúmes

João Paulo Jussara

Moradores do condomínio Quinta dos Paricás, localizado no bairro Águas Negras, no distrito de Icoaraci, em Belém, presenciaram um crime violento na noite da última quarta-feira (22). O estudante de Odontologia Kairon Silva Melo, de 21 anos, foi assassinado a tiros enquanto visitava a namorada no residencial. Segundo informações repassadas à Polícia Militar, a suspeita é de que o autor do crime seja um homem identificado como Arlindo Jesus Corrêa Neto. Ele seria ex-companheiro da moça e já teria feito ameaças à vítima. A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso.

VEJA MAIS

Dois homicídios são registrados na noite desta quarta, em Belém
Os crimes ocorreram nos bairros Águas Negras (Icoaraci) e Campina

Homem é perseguido e assassinado com 12 tiros em Canaã dos Carajás
Crime foi no centro da cidade, no sudeste do Pará

A ocorrência registrada por policiais do 10° Batalhão de Polícia Militar (10° BPM), que atende a região, indica que o crime aconteceu por volta das 21h10. Kairon Melo havia ido até o condomínio, que fica na Estrada do Maracacuera, para visitar a namorada, Nathalia Chaves, também acadêmica de Odontologia. Enquanto estava nas dependências do residencial, ele foi abordado por dois homens, que chegaram em uma motocicleta no local. Um deles sacou uma arma de fogo e fez vários disparos em direção à vítima.

O jovem foi atingido por pelo menos oito tiros. Ele não teve chance de se defender e morreu na hora, sem tempo de ser socorrido. Os criminosos fugiram do local e ainda não foram localizados. Moradores acionaram a Polícia Militar, que isolou a cena do crime enquanto a Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil dava início às investigações. Uma equipe da Polícia Científica do Pará (PCP) foi acionada e fez a perícia criminal, em seguida o corpo de Kairon foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), de onde foi liberado para a família.

Após o crime, vários moradores ficaram no local, ainda muito assustados com a violência com que o jovem foi morto. Entre os relatos de testemunhas e familiares colhidos pelos investigadores, a principal suspeita é de que o autor do crime seja o ex-namorado de Nathalia, Arlindo Jesus Corrêa Neto. Ele já teria feito ameaças à vítima e seria uma pessoa violenta. O segundo suspeito de envolvimento no homicídio ainda não foi identificado. O crime segue sendo investigado, e até o momento desta publicação, ninguém havia sido preso.

Kairon Melo cursava o sétimo semestre de Odontologia. Nas redes sociais, dezenas de amigos e parentes do rapaz fizeram homenagens e lamentaram a morte precoce dele. “Você sempre será lembrado pelo seu carisma, alegria e dedicação. Sempre tão prestativo e solícito com todos. Peço a Deus que lhe dê um bom descanso, para que possa amenizar a dor de sua família. E ainda, que a justiça seja feita. Sentiremos muito a sua falta”, diz uma das mensagens.

Denúncias

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181), ou ao Centro Integrado de Operações - Ciop (190). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA