Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Altamira: órgãos de Segurança criam núcleo de inteligência e deflagram nova fase da 'Operação Xingu'

Medida visa combater e inibir a onda de violência que tomou conta da cidade do sudoeste paraense nos últimos dias

O Liberal

A onda de violência na cidade de Altamira, no sudoeste paraense, levou os Comitês integrados de Segurança Pública e Defesa Social (Cispeds)  - que reúnem os representantes dos órgãos de segurança pública regional - a estabeleceram, nesta segunda-feira (16), criação do "Núcleo provisório de inteligência integrado" e deflagração da terceira fase da "Operação Xingu". A medida visa combater e inibir as ações criminosas que aterrorizaram o município nas últimas semanas e garantir a segurança da população.

O Núcleo provisório de inteligência integrado vai reunir a Inteligência das Polícias Militar e Civil e Secretaria de  Administração Penitenciária (Seap) para aprofundar a apuração dos crimes ocorridos nas últimas semanas e facilitar que os envolvidos nos casos, já identificados, sejam localizados.  

VEJA MAIS

Violência em Altamira pode estar relacionada a conflitos entre facções criminosas, alerta governador
No domingo (15), Helder Barbalho esteve pessoalmente na cidade para uma reunião de emergência sobre a onda de violência das últimas semanas

Altamira: Casal é preso dentro de residência que pode ter suspeitos envolvidos com onda de violência
Desde o último domingo (15), um dia após quatro pessoas serem mortas numa distribuidora de bebidas e outras quatro ficarem​​ feridas, equipes das Superintendências e Comandos Regionais, bem como equipes especializadas, se mobilizaram para reforçar as ações de segurança no município

Altamira: corpos de vítimas são liberados para famílias
Força-tarefa mantém investigações e ações de enfrentamento à criminalidade na região

Terceira fase da "Operação Xingu"

A terceira fase da "Operação Xingu", deflagrada nesta tarde, reforçará as ações ostensivas e repressivas pelos próximos 15 dias. Dentre as ações, estão incursões, cumprimento de mandados judiciais, barreiras para fiscalizações de veículos, abordagens a pedestres e presença de efetivo em todos os bairros e pontos estratégicos do município. 

Para o Superintendente Regional do Xingu, Delegado Walison Damasceno, a integração  de todas as forças, são de grande importância para o avanço das investigações e a elucidação de todos os crimes ocorridos nas últimas semanas. 

Antes de homicídios em série, Altamira registrava queda na violência
Município já esteve entre os municípios paraenses sem registrar crimes violentos há mais de 40 dias, segundo dados da Secretaria de Inteligência e Análise Criminal (Siac)

Após onda de violência, força-tarefa do Estado reforça ações de segurança em Altamira
Ao todo, foram nove homicídios ao longo de uma semana e 12 mortes violentas em 15 dias

Câmera de segurança flagra ataque que resultou na morte de 4 pessoas em Altamira; vídeo
O crime ocorreu por volta das 23h, na rua Magalhães Barata, nas proximidades do bairro São Francisco

"Estamos reunidos com equipes da inteligência tanto de Altamira, quanto de Belém e Santarém que estão somando esforços conosco, além de equipes da Divisão de Homicídios, fazendo levantamentos de dados, apurações de campo para que os fatos sejam esclarecidos. Ressaltamos que não vamos descartar nenhuma linha de investigação, entretanto os maiores indícios apontam que as motivações estão em torno de brigas entre grupos criminosos que atuam na região, que diante de um dos eventos infelizmente vitimou também pessoas que não tinham nenhum histórico  criminal. Porém, estamos trabalhando para concluir essa apuração e vamos continuar atuando de forma célere e firme, para continuar contribuindo na redução dos indicadores como estamos fazendo nos últimos três anos, tirando Altamira do ranking de cidades mais violentas", afirmou o Delegado Walison Damasceno.

Governador viaja para Altamira após 9 homicídios em uma semana; 4 mortes foram nesta madrugada
Cidade sofre com a onda de violência. Na última semana foram registrados nove vítimas de crimes. No último sábado (14), quatro clientes de uma distribuidora foram assassinados

Homem é assassinado a tiros na frente de casa em Altamira
Polícia Militar procura os homicidas que chegaram de carro, mataram e fugiram

Polícia investiga possível conexão entre assassinatos dentro de barbearia, em Altamira
Dois jovens foram mortos a tiros, com a diferença de quatro dias entre um homicídio e outro

Efetivo reforça ações integradas

Mais de 70 agentes de segurança das Policiais Militar e Civil, Departamento de Trânsito do Estado, Bombeiros Militar, Grupamento Aéreo de Segurança Pública, além do Departamento Municipal de Trânsito e Guarda Municipal integram as ações desenvolvidas no município. Além disso, foram deslocadas 25 viaturas, uma aeronave e um cão guarda, durante as ações ostensivas.

Em uma semana, barbearia registra dois homicídios, em Altamira
Primeiro foi um cliente, dia 2; nesta sexta-feira, 6, foi o próprio dono do estabelecimento

Mulher escapa de tentativa de homicídio em Altamira
Na delegacia, a vítima contou que reconheceu uma das suspeitas como Estefany de Alcântara, que seria ex-namorada de seu atual companheiro

"Estamos nas ruas desde a última sexta-feira com várias ações da PM e integradas, hoje estamos dando continuidade e intensificando as ações junto as equipes especializadas que vieram da Capital. Portanto, vamos continuar fazendo levantamentos para que novas incursões sejam realizadas em pontos estratégicos, assim como, barreiras, saturações e bloqueios, com a visibilidade e maior efetivo nas ruas. Ressaltamos que a população pode ficar tranquila, pois vamos permanecer nas ruas com todo o reforço e empenhados para garantir que os autores dos crimes sejam capturados", concluiu o Ten Cel Marcos Barros, Sub Comandante do comando de policiamento regional.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA