Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia investiga possível conexão entre assassinatos dentro de barbearia, em Altamira

Dois jovens foram mortos a tiros, com a diferença de quatro dias entre um homicídio e outro

O Liberal

A Polícia Civil, em Altamira, município da região sudoeste do Pará, instaurou inquérito e trabalha para esclarecer se há conexão entre o assassinato de dois jovens dentro de uma barbearia, do bairro Jardim Independente I. Com informações do site Confirma Notícia.

Os crimes tiveram as mesmas características. Os agressores chegaram e deram diversos tiros à queima roupa no cliente Francisco Simão Souza Júnior, de 24 anos; após quatro dias, quem foi assassinado em circunstâncias parecidas foi o dono do local, Patrick Lima, de 22 anos.

O assassinato de Francisco ocorreu por volta das 18h30, do dia 2 deste mês de maio. Ele aguardava para ser atendido na barbearia e foi surpreendido com o ataque. A vítima foi encaminhada ao Hospital Regional Público da Transamazônica, mas não resistiu aos ferimentos.

Patrick Lima viu tudo acontecer contra Francisco, quatro dias após ele foi o alvo do ataque e também morreu. Agora, a polícia procura saber se há, de fato, ligação nas mortes dos dois jovens, que eram amigos.

A PC informou que ainda não tem informação concreta que sustente a relação entre os dois homicídios. O delegado David Flávio informou que uma intervenção policial resultou na morte de um dos suspeitos de cometer um dos assassinatos na barbearia. A polícia apontou como suspeito Rafael Salgado de Lima, de 25 anos. Ele ainda foi levado para a unidade de pronto atendimento do município, mas não resistiu e morreu.

Ainda, conforme a PC, Francisco Simão tinha passagem pela polícia, no entanto, não foi informado por qual crime. Mas Patrick não tinha antecedentes criminais. A equipe da perícia legal levantou informações e tenta também identificar os possíveis autores dos dois homicídios.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA