Mulheres negras amazônidas fazem campanha para arrecadar água e alimentos para o Amapá

As doações serão encaminhadas para a população do estado que sofre com apagão desde terça-passada

Dilson Pimentel

Arrecadar água, remédios e alimentos não perecíveis para os moradores do Amapá que, desde o dia 3 deste mês, sofrem com as consequências de um apagão. Esse é o objetivo da campanha que está sendo realizada pelo perfil chamado Mulheres Negras Amazônidas, que, este ano, realizou a primeira marcha virtual das Mulheres Negras da Amazônia.

“Esse perfil abrange as mulheres negras de todos os estados da região amazônica. São pessoas que estão em entidades, organizações e algumas que não estão”, explicou, nesta segunda-feira (9), a jornalista Flávia Ribeiro. “Do Pará, temos, entre outras, o Cedenpa (Centro de Estudos e Defesa do Negro no Pará), o Rede de Mulheres Negras, Rede Fulanas (uma rede de negras da Amazônia brasileira, que também reúne as mulheres negras de toda a região”, acrescentou.

Flávia Ribeiro disse que o objetivo dessa mobilização é levar alimento e água para os moradores do Amapá “nessa situação muito difícil em que estão vivendo agora. Quem quiser, também pode fazer doação em dinheiro. Para participar, é só falar com a gente nas redes sociais. Tem perfil no Instagram: @Mulheres Negras Amazônidas. E, também, no Facebook. Pode chamar a gente no privado que a gente responde”, afirmou.

LEIA MAIS:
Instituições arrecadam doações para moradores do Amapá: saiba como ajudar

Hemopa promove ação humanitária em defesa do hemocentro do Amapá
Governo do Pará envia suporte de alimentos e água ao Estado do Amapá
Apagão no Amapá: belenenses relatam desespero pela falta de contato com familiares
Sem energia elétrica, Amapá vira zona de guerra
Apagão no Amapá: empresa instaura rodízio de energia com duração de 6 horas; veja como

Campanha perdurará após fim do apagão


“Nesta semana, a gente vai tentar organizar o transporte dessas doações, que a gente ainda está arrecadando. E, depois disso, vamos ver como a gente consegue levar para lá. Até porque, quando reestabelecer a energia elétrica, ainda assim as pessoas vão sentir esses efeitos por muito tempo", reitera Flávia Ribeiro.

"A gente tinha que agir, porque a gente tem várias pessoas nessa instância, que são do Amapá, e outras pessoas que têm parentes no Amapá. A situação está realmente muito difícil. E, quando acontece uma situação dessas, em que serviços básicos são suspensos, a gente sabe que as pessoas que menos têm acesso são as mais atingidas. A gente não podia ficar de fora disso mesmo”, afirmou.

Jornada emergencial pelo Amapá
Para onde doar (água, remédios, alimentos não perecíveis):
Claudia Patrícia Gomes da Silva
CPF: 432311442-72
Banco do Brasil
Agência: 2825-8
Conta corrente: 50.045-3

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM