Instituições arrecadam doações para moradores do Amapá: saiba como ajudar

População sofre com blecaute que começou no dia 3 deste mês

Dilson Pimentel

Instituições públicas e privadas se uniram para arrecadar doações para a população do Amapá, onde foi decretado estado de emergência em todo o estado e de calamidade pública na capital, após quase todos os municípios terem sido impactados por blecaute iniciado no dia 3 deste mês. Doações financeiras, por exemplo, podem ser feitas em todo o país em contas bancárias abertas pela Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 8ª Região - Pará e Amapá (Amatra8) e pela Associação dos Magistrados do Estado do Pará (Amepa). O Hemocentro do Pará (Hemopa) e o governo do Estado do Pará também se mobilizaram para dar apoio.

LEIA MAIS:
- Hemopa promove ação humanitária em defesa do hemocentro do Amapá
- Governo do Pará envia suporte de alimentos e água ao Estado do Amapá
- Apagão no Amapá: belenenses relatam desespero pela falta de contato com familiares
- Sem energia elétrica, Amapá vira zona de guerra
- Apagão no Amapá: empresa instaura rodízio de energia com duração de 6 horas; veja como

As doações estão sendo convertidas na compra de cestas básicas e água mineral, itens que são distribuídos pela rede de organizações promotoras e apoiadoras da campanha, batizada de #SomosTodosAmapá. Quem preferir contribuir com a entrega de cestas básicas e garrafas ou galões de água mineral pode levar os donativos a um dos postos de arrecadação localizados em Belém (PA) ou em Macapá (AP).

Doações e apoio mobilizam várias entidades (Divulgação)

Iniciativa tem adesão organizações públicas e privadas


A campanha foi iniciada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT8), Amatra8, Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Amepa, MPT, Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP), Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, e Azul Linhas Aéreas Brasileiras.

A iniciativa vem ganhando a adesão de várias outras organizações públicas e privadas, como a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Ministério Público Federal (MPF), Exército Brasileiro, Polícia Militar do Amapá, Defesa Civil do Amapá, Corpo de Bombeiros Militar do Pará, Latam Airlines Brasil, Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), Universidade da Amazônia (Unama), supermercadistas e voluntários (com informações do MPF).

Contas para depósito

Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 8ª Região - Pará e Amapá (Amatra8):
Caixa Econômica Federal
Agência 2806
Conta 400059-7
Operação 003
CNPJ: 04.572.996/0001-60

- Associação dos Magistrados do Estado do Pará (Amepa):
Banco do Brasil
Agência 2946-7
Conta 224747-0
CNPJ: 05.078.449/0001-96

Pontos de coleta em Belém
- Ministério Público do Trabalho (MPT), na avenida Governador José Malcher, n° 652 (entre as travessas Quintino Bocaiúva e Rui Barbosa);
- Aeroporto Internacional de Belém, na antiga sala dos Correios, ao lado do check-in da Azul

Pontos de coleta em Macapá (AP)
- Justiça Federal, na Rodovia Norte-Sul, s/nº, Infraero II;
- Ministério Público do Amapá (MP-AP), na Rua do Araxá, s/nº, Araxá.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ