Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Greve de ônibus acabou: rodoviários ganham 12% de reajuste salarial e encerram paralisação

Proposta extraída em audiência de conciliação no TRT 8 foi aceita pela categoria em assembleia geral

Eduardo Rocha

Em assembleia geral no final da noite desta quarta-feira (4), no Centro de Formação dos Rodoviários, localizado no bairro do Marco, trabalhadores do transporte público de Belém, Ananindeua e Marituba decidiram encerrar a greve iniciada na última terça-feira (3). Diante do acordo aceito, os ônibus voltaram a circular à meia-noite de hoje (4).

VEJA MAIS

Rodoviários e empresários buscam consenso em torno da proposta do TRT 8 Acordo entre as partes pode sair em nova negociação no TRT 8

Rodoviários e empresários analisam proposta do Ministério Público do Trabalho e TRT8 Trabalhadores do transporte público pretendem levar proposta para assembleia geral da categoria

Segundo dia de greve de ônibus em Belém tem poucos veículos circulando e superlotação Ao longo da BR-316, a circulação de ônibus ainda é muito pequena

Os rodoviários fecharam acordo com empresários do setor para receber os 12% de reajuste salarial reivindicados, sendo 5% de imediato, mais 2% em 60 dias, a partir da desoneração do Imposto Sobre Serviços (ISS) e da taxa de gerenciamento de ônibus a cargo da Prefeitura de Belém, e outros 5% relacionados à desoneração do ICMS sobre o óleo diesel pelo Governo do Estado.

Rodoviários votaram por encerrar a greve iniciada na última terça-feira (3) (Cláudio Pinheiro/ O Liberal)

Os prejuízos causados pelas quase 48 horas de greve serão divididos entre as partes: as empresas assumem o ônus de um dia parado e o outro será compensado pelos rodoviários em feriado ou no dia 31 deste mês.

O TRT8 vai atuar junto à Prefeitura de Belém, Câmara dos Vereadores e Governo do Estado para que sejam concretizadas as desonerações em prol das empresas e dos rodoviários, proposta extraída nesta quarta-feira (4), durante a primeira audiência de conciliação realizada na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 8 Região (TRT8) como parte do dissídio coletivo.

Greve de ônibus em Belém: rodoviários estão se recusando a trabalhar, diz sindicalista O presidente do Sindicato dos Rodoviários está convocando os trabalhadores a retornar, para garantir os 40% da frota que a Justiça do Trabalho determinou

Greve de ônibus em Belém: paralisação dos rodoviários entra no segundo dia Empregados em empregadores deverão se reunir na Justiça do Trabalho nesta quarta (4)

Foram cinco horas de negociação, sob mediação do desembargador Gabriel Velloso Filho. A convenção coletiva de trabalho atual permanece válida até 2023. Participaram da audiência no TRT8 a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Gisele Góes; o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Belém (Sintrebel), Altair Brandão; o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Ananindeua e Marituba (Sintram), Uelem Ferreira e o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel), Paulo Gomes.

Também acompanharam as negociações os advogados Mário Tostes, Davi Abraão e Bruno Coelho, pelas empresas; Walbert Mattos e Célia Menezes, além do supervisor técnico do Dieese/PA, Roberto Sena, pelos rodoviários.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM