logo jornal amazonia

Adolescente de 13 Anos morre após briga em escola

Jovem teve três paradas cardiorrespiratórias uma semana depois de ser agredido por colegas

O Liberal
fonte

O adolescente Carlos Teixeira Gomes Ferreira Nazara, de 13 anos, morreu na última terça-feira (16), sete dias após ser agredido por colegas de escola. A briga ocorreu na Escola Estadual Júlio Pardo Couto, em Praia Grande, no litoral paulista.

Conforme o relato do pai da vítima, Julisses Fleming, a informação inicial que chegou da direção da escola era a de que o jovem havia caído da escada. No entanto, o próprio Carlos afirmou ter sido agredido por três colegas. Ele apresentou sintomas físicos, incluindo desvio nas costas e dificuldade respiratória, sendo diagnosticado com luxação e estresse pós-traumático.

VEJA MAIS

image Corpo de criança vítima de naufrágio em Aveiro é localizado após 11 dias de buscas
A criança estava em uma rabeta que afundou entre as comunidades Urucurituba e Arara, no dia 7 de abril

image Acusado de matar homem a tiros em Santa Luzia do Pará é condenado a 12 anos de prisão
A condenação foi determinada na última quarta-feira (17); crime ocorreu em 2022

image Adolescente investigado por ataque armado em escola de SP é apreendido no Pará
O celular do adolescente foi apreendido e a polícia afirma que chegou a outros atos criminosos, como o armazenamento de pornografia infantil, incentivo à automutilação e disseminação de símbolos nazistas

Uma semana após a agressão, o adolescente teve três paradas cardiorrespiratórias e veio a falecer na Santa Casa de Misericórdia de Santos. O caso está sendo investigado pela polícia civil como morte suspeita.

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo lamentou o ocorrido e informou que uma investigação preliminar interna foi iniciada para apurar os fatos. A Prefeitura de Praia Grande está revisando os procedimentos adotados no atendimento prestado ao jovem no pronto-socorro municipal.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA