Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Covid-19 no Pará: abril de 2022 é o mês com menor número de mortes

Em abril deste ano, 10 pessoas morreram em decorrência da doença, uma queda de 309% em relação a abril de 2021, mês com o maior número de óbitos em toda a pandemia

Fabyo Cruz

Em abril de 2022, o Pará registrou o menor número de mortes por covid-19 desde março de 2020, quando os primeiros óbitos foram notificados, segundo apurou esta reportagem de O Liberal. Dados do Painel da Covid-19, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), mostram que 10 pessoas morreram pela doença no mês passadoO número corresponde a uma queda de 309% nas mortes em relação a abril de 2021, mês com o maior número de óbitos em toda a pandemia, totalizando 2.442 mortes.

VEJA MAIS

Belém amplia amplia a 4ª dose da vacina contra covid-19 para novos grupos a partir de segunda (9/5) Capital também dá atenção ao sarampo. Ananindeua e Marituba também retomam agendas de primeira à quarta doses contra a covid-19

Molnupiravir: Medicamento contra a covid-19 ainda não está disponível no Brasil Expectativa do Conselho Regional de Farmácia do Pará é que o medicamento chegue nas próximas semanas

A redução nos registros ocorre em um momento em que o estado já imunizou quase 90% da população com as duas doses da vacina ou a dose única contra a doença. Até o momento, o Governo do Pará recebeu do Ministério da Saúde (MS) 15.250.765 doses do imunizante e enviou aos municípios 13.909.660. De acordo com o MS, a diminuição das notificações se deve, entre outras medidas, à vacinação.

Irmã de Paulo Gustavo acredita que sobrinhos veem o pai: 'papai veio visitar' Juliana Amaral deu detalhes de como tem enfrentado o luto do irmão, que morreu há um ano, vítima da covid-19

O MS reforça ainda a importância de a população completar o ciclo vacinal com as doses de reforço. Uma pesquisa encomendada pelo Ministério aponta que a estratégia utilizada para essa etapa da campanha amplia ainda mais a imunidade contra a covid-19. No último dia 2 deste mês, o Governo passou a recomendar uma segunda dose de reforço para idosos acima de 70 anos. A recomendação foi publicada em uma Nota Técnica.

 

Vacinação e imunidade provocada pela circulação da cepa Ômicron contribuem para redução de mortes

 

A médica infectologista Débora Crespo comenta que a vacinação contra a covid-19 foi um dos principais motivos para a redução do número de internações e mortes em decorrência da doença. A especialista também destacou outra razão que também contribui para a diminuição de óbitos no Pará, trata-se da imunidade adquirida a partir da cepa Ômicron, variante do coronavírus identificada em novembro de 2021.    

“No início do ano a imunidade da população aumentou com a circulação da cepa Ômicron, aliada é claro com a vacinação, a nossa defesa ficou mais forte contra a covid-19.  Nós observamos que muita gente não usa mais a máscara da forma correta, principalmente com a liberação em espaços públicos, porém as pessoas com comorbidades ou com síndrome de gripe devem continuar se protegendo. A vacina foi um grande divisor de águas mas é preciso se proteger ainda", disse a especialista.

 

Dados do Coronavírus no Pará

 

769504 casos confirmados 
157936 descartados
39 em análise
729049 recuperados
18307 óbito

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ