Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Castelo dos Sonhos': Projeto muda a vida de crianças e jovens por meio do esporte e cultura

O Projeto Castelo dos Sonhos começou em 1995 no Campus Universitário de Castanhal em parceria com a Hiléia e a Prefeitura de Castanhal

Patrícia Baía

Professor de Educação Física da UFPA em Castanhal, coordenador do Projeto Castelo dos Sonhos, há25 anos. O projeto atende 516 crianças e adolescente levando cidadania por meio do desporto e da cultura.

O Projeto Castelo dos Sonhos começou em 1995 no Campus Universitário de Castanhal em parceria com a Hiléia e  a Prefeitura de Castanhal. O Castelo dos Sonhos oferece aos assistidos futebol de campo, futsal, futebol de areia, volibol, basquetebol, handebol, atletismo, natação, capoeira, aula de violão, informática, áudio visual, corte e costura e cursos diversos com o SENAI. Tem ainda ginástica terapêutica para idosos e a realização da Romaria de Nossa Senhora de Nazaré, no Bairro do Jaderlândia.

O senhor se tornou referência na área do assistencialismo, principalmente por causa do Castelo dos Sonhos. Como foi que tudo isso começou em sua vida?

O sonho de realizar um projeto com crianças e adolescentes carentes começou, EM 1980, quando eu trabalhava na antiga Escola Agrotécnica Federal de Castanhal, que hoje é o Instituto Federal do Pará- IFPA. Eu queria trazer as crianças para aprender as técnicas agrícolas de plantação, trato do campo. Eles seriam ensinados pelos professores e alunos da instituição, mas consultei o jurídico da escola e o projeto foi barrado, fui informado que poderia caracterizar como trabalho infantil e eu desisti.

Em 1990 eu fui nomeado direto da Instituição e achei que iria conseguir, mas esbarrei na mesma resposta.

Em 1995 fui trabalhar no Campus Castanhal da Ufpa, que fica no bairro do Jaderlândia, que na época era bastante perigoso. Tínhamos muitos casos de “trombadinhas” cometendo assalto a alunos e professores na saída do campus e foi então que decidi sonhar de novo com o projeto. A Ufpa aceitou e foi então que iniciamos. Logo na primeira turma tínhamos ofertado 350 vagas para os moradores de 7 a 17 anos e se inscreveram 1500.      

O nome Castelo dos Sonhos foi para homenagear um funcionário que se chama seu Castelo e ele costumava fazer distribuição de bombons e pipoca para as crianças do bairro.                   

De tantas pessoas que já passaram pelo Castelo dos Sonhos e tantas histórias, qual marcou de forma tão significativa a sua vida?

O que realmente marcou foi perceber que as crianças e o adolescentes respondiam na ficha de inscrição o motivo da escolha pela natação. Quase todos diziam que nunca tinham tomado banho de piscina e isso mexeu muito comigo. Mostrou o quanto ainda somos desiguais.

Qual é o grande desafio para fazer um trabalho de assistência a crianças e jovens carentes em uma cidade como Castanhal?

É um projeto muito visado, hoje em dia por muitos políticos e por pessoas que tem pretensões políticas. Sempre somos procurados por esse tipo de pessoas que oferecem ajuda, mas em troca querem que a gente fale e grave vídeo falando que fulano é nosso parceiro. E isso não queremos e nunca vamos querer. Então fazer um projeto com parceiros de verdade sempre foi desafiador. 

VEJA MAIS

Conheça os lugares amigos dos pets em Castanhal
Quem é dono de gato ou de cachorro sabe muito bem como é difícil querer levar o pet junto e nem sempre poder

A Cidade Modelo e o trem da história da ocupação nordestina do município castanhalense
Segundo o escritor Hugo Luiz de Souza, os imigrantes nordestinos foram os verdadeiros desbravadores das terras por onde passava a ferrovia Belém -Bragança

Castanhal registra três mortes por covid-19 em menos de uma semana
Município recomenda atenção com a prevenção. Vinte casos de covid são registrados por dia.

Já pensou em desistir de exercer esse lado assistencialista?

Jamais pensei em desistir. Quem convive com pessoas que passam por dificuldades, carência de tudo e muita pobreza jamais pode deixar de ajudar. Faço o impossível para não deixar faltar nada ao Castelo dos Sonhos. Tenho uma clínica de reabilitação e desde o começo do projeto coloquei a piscina na clínica a disposição. Já trouxemos muitos campeonatos de natação para Castanhal só para que os meninos do projeto pudessem participar.

Hoje temos muito ex alunos que se formaram em educação física e isso nos dá esperança.

Tem algum projeto que ainda pretende realizar para ajudar as crianças e jovens carentes de Castanhal?

Meu sonho é ter um projeto voltado para área profissionalizante. Porque o Castelo dos Sonhos atende até 17 anos com desposto, cultura e alguns cursos como informática. 

Mas eu queria algo como cursos técnicos e profissionalizantes para encaminhá-los ao mercado de trabalho.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ