Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso Erick Flores: No momento, Remo não planeja desligar o meia do clube; jogador segue preso

Atleta foi detido em Erechim (RS), após a derrota para o Ypiranga-RS, na segunda-feira (23); Erick Flores deve em torno de R$ 250 mil de pensão alimentícia

Andre Gomes

O meia do Remo Erick Flores continua preso em Erechim, interior do Rio Grande do Sul. O jogador foi detido na última segunda-feira (23), após a derrota por 2 a 1 para o Ypiranga-RS. A equipe de O Liberal apurou junto a uma fonte do clube que, ao menos no momento, o Leão não planeja desligar o atleta.

VEJA MAIS

Remo: dívida de Erick Flores com a Justiça chega a R$ 250 mil
Jogador foi preso pelo não pagamento de pensão alimentícia. Valores devidos equivalem há 10 vezes o salário mensal do atleta.

Jurídico do Remo monitora prisão de Erick Flores e acordo entre jogador e ex-esposa pode ocorrer
Erick Flores foi preso por não pagamento de pensão alimentícia

O advogado pessoal de Erick Flores é quem está à frente do caso, enquanto o Remo monitora a situação. O jogador continuará preso até pagar em torno de R$ 250 mil, que é o que Erick deve de pensão alimentícia ou conseguir negociar com a ex-mulher. O jogador renovou o contrato com o clube no início de 2022 e recebe R$ 25 mil mensais.

Segundo o jornalista de O Liberal, Abner Luiz, o contrato de Erick Flores foi suspenso. Além disso, a mãe do filho do jogador do Remo exige que o atleta tire o nome da certidão de nascimento do filho. Mãe e filho moram no Japão. O advogado do meia é quem trata das negociações e busca um acordo.

Remo emite nota sobre situação do meia Erick Flores, preso por não pagamento de pensão
Caso aconteceu instantes após a derrota por 2 a 1 para o Ypiranga, na cidade de Erechim, no Rio Grande do Sul

Atualmente no Remo, Erick Flores já foi preso por atraso de pensão em 2020; relembre
Caso aconteceu quando o meia jogava pelo Volta Redonda. Na época, Erick precisou cumprir prisão domiciliar na sede do clube

O caso

Erick Flores teve a prisão decretada pela 3ª Vara da Família do Foro Regional de Jacarepaguá (RJ). Esta é a segunda vez em que o atleta é detido pelo não pagamento da pensão. A primeira ocorreu em 2020, quando defendia a equipe do Volta Redonda-RJ. Na ocasião, um acordo foi feito e o jogador foi liberado.

Segundo o Remo, o clube presta apoio à atual esposa do jogador e ao filho mais novo, que vivem com Erick em Belém. O jogador chegou ao clube em 2021. Com a camisa azulina, Erick Flores realizou 45 partidas pelo Leão, marcou seis gols e conquistou os títulos da Copa Verde 2021 e também do Campeonato Paraense 2022.

Pensão alimentícia: relembre alguns atletas de Remo e Paysandu presos por atraso no pagamento
A prisão do meia Erick Flores mostra um lado desconhecido que ocorre fora das quatro linhas, chegando, por vezes, a atitudes extremas que levam muitos jogadores à prisão por não honrarem os custos da paternidade

Remo: jogador Erick Flores é preso após derrota azulina para o Ypiranga na Série C
A Polícia Civil de Erechim (RS) prendeu o atleta pelo não pagamento de pensão alimentícia

Vida que segue

Enquanto observa a situação de Erick Flores, o Remo busca manter o foco na Série C do Brasileiro. A delegação azulina chegou em Belém na madrugada desta quarta-feira (25). O elenco vai iniciar a preparação para o duelo de domingo (29), às 19h, no Baenão, contra o Floresta. A partida tem transmissão lance a lance pelo portal OLiberal.com.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES