Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ipec: 45% das mulheres já tiveram o corpo tocado sem consentimento em local público

A pesquisa mostra que apenas 5% dos homens admitem a prática

Luciana Carvalho

Uma pesquisa inédita realizada este ano pelo Ipec e o Instituto Patrícia Galvão, com apoio da Uber, aponta que 45% das mulheres no Brasil já tiveram o corpo tocado sem consentimento em local público, mas apenas 5% dos homens admitem a prática. As informações são do portal G1 São Paulo.

O estudo revela também que, em relação às práticas invasivas (importunação, perseguição e assédio sexual) 41% das brasileiras já foram xingadas ou agredidas por dizerem "não" a uma pessoa que estava interessada nelas, 32% delas afirmaram ter passado por situação de importunação ou assédio sexual no transporte público e 31% declararam que já sofreram tentativa ou abuso sexual.

VEJA MAIS

Massagista é preso por suposta importunação sexual contra adolescente em Santarém
O homem teria tocado a adolescente de maneira libidinosa durante uma sessão de massagem

Vereador e ex-PM Gabriel Monteiro vira réu por assédio e importunação sexual
Embora seja duas vezes réu, o político ainda não teve mandato cassado pela Câmara do Rio de Janeiro

Homem é preso por importunação sexual durante viagem de ônibus em Rurópolis
O suspeito viajava ao lado da suposta vítima no ônibus e ,segundo ela, teria tocado nos seios e partes íntimas dela por mais de uma vez.

Já em relação aos homens, nenhum reconheceu que praticou importunação ou assédio sexual no transporte público.

Foram entrevistadas 1.200 pessoas em todo território nacional (800 homens e 400 mulheres) entre 21 de julho e 1º de agosto. Todos maiores de 16 anos. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Esses dados fazem parte do levantamento "Percepções sobre controle, assédio e violência doméstica: vivências e práticas”, que foi realizado para compreender as percepções dos brasileiros sobre os temas.

De acordo com Marisa Sanematsu, diretora de conteúdo do Instituto Patrícia Galvão, os números refletem, principalmente, que essas práticas invasivas se tornaram rotina na vida das mulheres e que os homens não assumem. "Lógico que não temos apenas grupos de quem sofreu um assédio e de quem causou. Mas quando analisamos em termos de pesquisas, que deve refletir a sociedade brasileira, chama atenção. E a pergunta que se coloca é: se os homens naturalizam, ou seja, normalizam as práticas, e não encaram como uma importação, coisa invasiva. Ou então, se conforme temos visto, a percepção de impunidade acaba favorecendo esse tipo de atitude".

Importunação sexual nos Estados

O levantamento também reflete o aumento nos casos de importunação sexual em vários estados do país, como Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Pastor é investigado por abuso sexual contra fiel durante oração
O religioso chegou a abrir zíper da calça e encostou pênis nas pernas da mulher enquanto orava

Em visita ao Brasil, turista americano é detido após mostrar pênis para garçonete
As câmeras de segurança do estabelecimento registraram a importunação sexual

Cirurgião plástico é denunciado por casos de violência sexual; médico já havia sido preso
Estevão José Rodrigues foi denunciado pelo MP/RS por diversos crimes sexuais, entre eles estupro e importunação sexual

Em julho deste ano, um professor da rede estadual, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RS), foi preso preventivamente por suspeita de importunação sexual contra alunas adolescentes. Em depoimento à polícia, o homem de 40 anos negou as denúncias.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o estado do Rio Grande do Sul registrou 349 casos de importunação sexual contra crianças e adolescentes entre janeiro e junho de 2022. O número é 49,7% superior ao índice observado no mesmo período do ano passado.

 Um homem que trabalha como massagista, identificado como Francenildo Silva Cerdeira, de 43 anos, foi preso no dia 11 de agosto em Santarém, Oeste do Pará, por suposta importunação sexual cometida contra uma adolescente de 15 anos durante a realização de uma massagem. 

No dia 25 de agosto, um homem foi preso por importunação sexual dentro de um ônibus na Zona Sul de São Paulo. O suspeito, identificado como Josicleidson Silva de Jesus, de 27 anos, já tinha sido preso em flagrante após abusar sexualmente de uma passageira na Linha 1-Azul do Metrô, em setembro de 2015.

Em Cariacica, na Grande Vitória (ES), uma gerente de loja de 37 anos foi vítima de importunação sexual dentro de um ônibus do Sistema Transcol, em agosto. O suspeito foi identificado e preso.

Em Palmas, região sul do Paraná, um homem foi preso por passar a mão em uma ciclista enquanto ela pedalava, no dia 28 de setembro de 2021. Em imagens divulgadas na internet é possível ver o momento em que um carro se aproxima da ciclista e, na sequência, o que estava no banco do passageiro passa a mão no corpo dela.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL