Belém é a 6ª capital mais educada do Brasil, diz pesquisa

O estudo ouviu mais de 1,6 mil moradores das 15 maiores cidades do país para detalhar acerca das cidades mais rudes, educadas e generosas

Gabriel Pires
fonte

Belém foi considerada a 6ª capital mais educada do Brasil. O levantamento foi realizado pela Preply — uma plataforma online de aprendizado de idiomas — e divulgado no dia 5 de dezembro de 2022. O estudo ouviu mais de 1,6 mil moradores das 15 maiores cidades do país, incluindo Campinas (SP), para detalhar acerca das cidades mais rudes, educadas e generosas. Entre as 15 áreas pesquisadas, o estudo detalha, ainda, o status das regiões do país no quesito cordialidade, sendo: Brasília: 5,74; Natal: 5,85; Curitiba: 5,91; Campinas: 5,93; Recife: 6,07; Belém: 6,22; e São Luís: 6,34. O ranking classificou as cidades em uma escala 1 a 10, sendo 10 a mais mal-educada. A pesquisa, também, observou 12 comportamentos grosseiros em cada uma das localidades.

Brasília, a capital do país, foi mencionada como a que mais respeita seus pedestres e trabalhadores. Além disso, a pesquisa evidencia que os brasilienses não costumam furar filas. Esse ponto positivo também é observado entre os habitantes de Curitiba e Natal, que, além disso, também são conhecidos por não falarem no alto-falante do celular em público e serem bem receptivos.

VEJA MAIS 

image Belém 407 anos: Venda de açaí garante renda na periferia de Belém
Fruto é responsável por cerca de 28 mil empregos, principalmente, na periferia da cidade

image Roberto Carlos ameaça encerrar show após se irritar com público mal-educado
O Rei reclamou de tumulto que se formou na frente do palco

image Cidade invisível? Veja oito filmes, novelas e séries que foram gravadas em Belém
A cidade das mangueiras já foi palco de vários produções ao longo dos anos; saiba quais

Generosidade

Belém também se mostra como a 7ª localidade mais generosa, em um rol de 16 cidades que dão as gorjetas mais altas. A capital paraense tem uma taxa de 9,03% do valor médio que as pessoas estão dispostas a oferecer. E, ainda, é a capital nortista que lidera a categoria, uma vez que o valor médio de gorjeta de Manaus é taxa em 7,18%.

Já Campinas é a cidade que dá as gorjetas mais altas e foi classificada como a mais generosa. Em contraste a essa bondade, Campo Grande, no estado de Mato Grosso do Sul apresenta-se em último lugar no ranking, com uma pontuação de 7,01.

 

Cidades mais rudes

Outro foco da pesquisa foi mostrar cidades mais rudes. O estudo mostra que a capital do Goiás, no estado de Goiânia, é a campeã em “má educação”, liderando em um ranking com a maior pontuação média de 6,76% . Entre os comportamentos citados estão falar muito alto em público, não prestar atenção aos pedestres, se distrair ao celular assistindo a vídeos, sem fones de ouvido, em espaços abertos, entre outras.

Nesse ranking também entram o Rio de Janeiro (6,58), Porto Alegre (6,50), Salvador (6,49), Belo Horizonte (6,48), Manaus (6,41). Fortaleza (6,40) e São Paulo (6,34). O que pesou na resposta dos participantes foi que, pelo menos no Rio, as pessoas são muito barulhentas nas ruas e se distraem facilmente ao celular. A cidade recebeu pontuações altas nesses aspectos: 7,47 e 7,29, respectivamente.

Já os residentes de Porto Alegre foram mal avaliados por não prestarem atenção em estranhos na rua. Aquela esbarrada sem o pedido de desculpas, aparentemente, acontece bastante por lá. Talvez como uma causa para isso, os porto-alegrenses também foram reconhecidos por se distraírem facilmente ao telefone. São Paulo, a maior metrópole do país, conhecida pela impaciência e pressa de seus habitantes, ficou apenas com a nona posição, com média geral de 6,34.

VEJA MAIS 

image Ismaelino Pinto recomenda três filmes gravados em Belém
Na semana do aniversário de 407 anos da Cidade das Mangueiras, o crítico apontou um clássico do cinema paraense e dois curtas premiados.

image De Vital Lima a Pratagy: Belém que inspira gerações na música
A cidade das mangueiras segue como tema de composições de artistas ao longo do tempo

image Famosos se divertem em travessia de barco em Belém: 'Ó meu c*, não passa nada'
Paulo Vieira, Kátia Barbosa, Glenda Kozlowski e a mãe de Gil do Vigor, Jacira Santana, estão visitando a Cidade das Mangueiras

Além de revelar quais cidades do Brasil tinham os melhores e os piores modos, o estudo questionou os brasileiros sobre os comportamentos rudes mais comuns em todo o país. Os resultados mostraram que a distração com o telefone é o mais prevalente. Os habitantes líderes de se distrair ao celular são a população de Manaus (7,55), Rio (7,47) e Belo Horizonte (7,30), que tiveram as classificações mais altas nesse quesito.

O que pensam os belenenses?

Para a professora Ivone Celso, de 50 anos, o belenense ainda deixa a desejar no quesito cordialidade. "A gente busca sempre ser educada. Mas nem todos fazem o que é para ser feito. Quando pede uma informação o povo é muito hospitaleiro. Mas falta educação, por exemplo, no trânsito”, comenta.

image Professora Ivone Celso, 50 anos: "A gente busca sempre ser educada". (Igor Mota / O Liberal)

Já o policial rodoviário federal Fernando Pinheiro, de 59 anos, observa que ainda é necessário educação no trânsito. “Somos bastante educados e solidários, principalmente com os turistas. Mas a falta de educação ocorre no trânsito. É cada um por si", conta.

image Fernando Pinheiro, 59 anos: “Somos bastante educados e solidários". (Igor Mota / O Liberal)

Quem é bastante solícito e educado no dia a dia é o vendedor Luiz Augusto Mendes, de 64 anos. “Quando me pedem informação, eu respondo, eu ajudo. Mas, às vezes, a gente dá bom dia e a pessoa não responde. Muita gente também joga lixo na rua, mesmo a lixeira estando perto”, diz.

image Luiz Augusto Mendes, de 64 anos: “Quando me pedem informação, eu respondo". (Igor Mota / O Liberal)

Os belenenses ainda precisam melhorar no cuidado com a limpeza, como conta a higienizadora Cristina Martins, de 44 anos. “Somos educados na hora de acolher e ajudar quando alguém quer saber sobre algum endereço. Mas muitas pessoas não são educadas em relação ao lixo. Sujam a cidade. Jogam lixo pela janela do ônibus. Eu guardo o meu lixo para jogar na lixeira”, afirma.

image Cristina Martins, de 44 anos: “Somos educados na hora de acolher e ajudar quando alguém quer saber sobre algum endereço". (Igor Mota / O Liberal)

Método do estudo

Para calcular as cidades mais rudes e educadas, a Preply pediu aos participantes que respondessem com que frequência presenciam 12 comportamentos desrespeitosos comuns onde residem. Em seguida, fizemos uma pontuação média dos dados resultantes para calcular a “pontuação de grosseria” média de cada uma para classificá-las.

 

As cidades mais cordiais, de acordo com os moradores

(classificada em uma escala 1 a 10, sendo 10 a mais mal-educada)

CIDADE – PONTUAÇÃO MÉDIA DE FALTA DE EDUCAÇÃO

  • Brasília – 5,74
  • Natal – 5,85
  • Curitiba – 5,91
  • Campinas – 5,93
  • Recife – 6,07
  • Belém –   6,22
  • São Luís – 6,34

Fonte: Preply

Palavras-chave

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM