"É para comemorar": Secretária de Educação fala sobre pós pandemia em Ananindeua

Leila Freire foi entrevistada por O Liberal e fez balanço do primeiro ano letivo após período de pandemia.

Igor Wilson

Leila Freire está a frente da Secretaria de Educação de Ananindeua desde o início da gestão atual e enfrentou a pandemia como o principal desafio a educação da cidade. Com uma longa carreira no setor, a secretaria possui graduação em Pedagogia pela Universidade da Amazônia (1992) especialista em alfabetização pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1995) e mestrado em Educação pela Universidade da Amazônia (1999). Em paralelo ao cargo, Leila também exerce a função de vereadora. Os desafios impostos pelo período de pandemia não conseguiram intimidar Leila, que hoje diz que a fase é para se comemorar. Com o melhor desempenho do Pará no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), Ananindeua se colocou como exemplo a ser seguido pelos demais municípios, incluindo a capital paraense. Mas qual será o segredo? A própria secretária conta, em entrevista para O Liberal. Confira: 

 

Depois de longos meses de aulas remotas e híbridas, qual o balanço que Ananindeua faz deste primeiro ano de retorno às aulas presenciais? 

Estamos comemorando. Porque é através da busca ativa que conseguimos trazer os nossos alunos para o chão da escola. Esse retorno tem que ser marcado pelo acolhimento e por um olhar muito singular para o currículo, para que a gente possa, aos poucos, fazer reforço de aprendizagem e preencher as lacunas de aprendizagem deixadas pela pandemia. 

O que representa a avaliação do IDEB para Ananindeua? 

A avaliação do IDEB, para um período de pós pandemia, é um momento de comemoração. Não é o Ideb da nota baixa, do índice baixo. É o Ideb de comemorar. Consideramos que Ananindeua venceu. Então esse é o Ideb para comemorar a vida. Estamos no caminho certo. Mantivemos o ritmo de antes da pandemia e acima de tudo, temos acima de 90% dos nossos alunos do período anterior a pandemia presente nas escolas, um desempenho regional de sucesso. 

A avaliação positiva, uma das melhores do estado, é resultado de quais medidas? 

De um planejamento firme, de uma equipe que sabe estabelecer metas e sabe como fazer as intervenções pedagógicas para preencher as lacunas de aprendizagem. As estratégias foram aplicadas, ouvimos nossos profissionais, acompanhamos trabalhos que estavam sendo realizados fora do Pará e tentamos seguir com os critérios que norteiam uma boa educação. Mantivemos nossos alunos e estamos conseguindo estimular para que se interessem cada vez mais pela escola. 

E o que mais a pandemia evidenciou na Educação de Ananindeua? 

A pandemia evidenciou que precisamos investir mais em competências digitais para nossos professores, mas foi a essência da escola, a importância da escola, que mais se evidenciou. Nenhuma atividade de tecnologia é muito importante. Medidas híbridas com apoio da tecnologia são importantíssimas, mas nada jamais vai substituir a interação de aluno/professor, escola/família, e isto só ocorre na forma presencial.  

Como será o futuro da educação em Ananindeua depois dessa experiência de ensino remoto?  

Só sucesso. Continuamos com aquilo que deu certo, como aulas na TV, com as plataformas digitais, mas sempre zelando para que a escola continue sendo um ambiente construtivo, com espaços adequados para que os nossos alunos possam estar felizes, acolhidos e produzirem conhecimento. 

Ananindeua
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE ANANINDEUA

MAIS LIDAS EM ANANINDEUA