Bolsonaro chama manifestantes da educação de 'idiotas úteis'

"Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada", completou o presidente

Redação Integrada e Reuters

O presidente Jair Bolsonaro chamou de "idiotas úteis" e "imbecis" os estudantes que participam nesta quarta-feira dos protestos em diversas cidades do país contra o bloqueio de verbas no Ministério da Educação, que tem afetado o funcionamento de instituições federais de ensino.

"São uns idiotas úteis, uns imbecis, que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo de muitas universidades federais do Brasil", disse Bolsonaro a jornalistas em Dallas, no Texas, para onde viajou para receber um prêmio da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Ao comentar os protestos desta quarta, o presidente também disse que os manifestantes "não sabem nada" e que, se forem questionados sobre a fórmula da água, não saberão a resposta correta.

LEIA MAIS:

“É natural, é natural, mas a maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil”, disse o presidente na porta do hotel onde ficará hospedado, cercado de manifestantes a seu favor.

Bolsonaro ainda afirmou que não gostaria de fazer o corte, mas culpou a situação herdada dos governos anteriores.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!