Ato em defesa da educação pública reúne 30 mil no centro de Belém

Manifestação faz parte da programação nacional em protesto contra cortes de verbas

Redação Integrada

Milhares de estudantes, professores, e representantes de categorias de trabalhadores realizam desde o começo da manhã desta quarta-feira (15) um ato unificado na Praça da República, em Belém, como parte das manifestações nacionais em defesa da educação pública e contra a Reforma da Previdência. Cerca de 20 mil pessoas participam neste momento do protesto, afirma a Polícia Militar. Porém, Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp), 40 mil estariam participando do ato, que também unifica protestos contra a Reforma da Previdência e contra retrocessos em direitos LGBTI.

LEIA MAIS:

A programação prevê uma caminhada, ainda nesta manhã, até a sede do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no bairro de Nazaré. Em seguida, os manifestantes caminham até a Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa).

A manifestação deve seguir até a Assembleia Legislativa do Pará 

O protesto iniciou com concentração às 8h na Praça da República. Em Belém, o ato que faz parte da agenda nacional em defesa da educação pública é unificado: reúne também manifestos contra a Reforma da Previdência e também congrega a Marcha Estadual Contra a LGBTIfobia. Segundo os organizadores, o ato também é uma preparação para a greve geral da classe trabalhadora em todo o Brasil, que deverá começar no dia 14 de junho, e pode parar setores além da educação.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!