logo jornal amazonia

Polícia acredita que motociclista morto a tiros tenha sido vítima de emboscada em Altamira

Tharlle foi morto com três tiros na tarde de segunda-feira (21) na primeira rotatória do bairro Cidade Nova. Ele tinha passagens pelos crimes de tráfico de drogas e violência doméstica

O Liberal
fonte

O motociclista Tharlle Amaral Mendes, de 29 anos, conhecido como “Baixinho”, pode ter sido vítima de uma emboscada, segundo acredita a Polícia Civil, que investiga o caso. Ele foi morto a tiros na tarde de segunda-feira (21) na primeira rotatória do bairro Cidade Nova, em Altamira, região sudoeste do Pará. As autoridades policiais relataram que Baixinho tinha ficha criminal pelos crimes de tráfico de drogas e violência doméstica. As informações são do site Confirma Notícia. 

image Homem morre em operação da PM que investigava assassinato de vigilante em Ananindeua
Com o suspeito, a polícia encontrou uma arma caseira calibre 23 e cerca de três quilos de maconha

image Homem morre em operação da PM que investigava assassinato de vigilante em Ananindeua
Com o suspeito, a polícia encontrou uma arma caseira calibre 23 e cerca de três quilos de maconha

image Homem é morto a pauladas e corpo é deixado num poço em Benevides; assassinos filmaram execução
O crime ocorreu perto de um sítio no distrito de Murinim. A família da vítima acabou recebendo o vídeo da morte brutal do rapaz.

image Dupla de moto executa homem a tiros próximo ao Terminal Rodoviário de Belém nesta quarta-feira (23)
Vítima foi alvejada na travessa Cipriano Santos e a caminho do trabalho, em uma empresa de coleta de resíduos. A Polícia Científica do Pará (PCP) foi acionada.

Com Tharlle, os policiais localizaram 45 gramas de maconha. As investigações da polícia vão apurar se a vítima estava fazendo alguma entrega quando foi abordada pelo autor dos disparos, que ainda não foi identificado e permanece foragido. 

A vítima foi atingida por três disparos de arma de fogo e morreu no local. 

Ajude com mais informações

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA