Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Investigação é complexa', diz delegado sobre morte da influencer Yasmin Macedo

Cláudio Galeno, chefe da Divisão de Homicídios, disse que ainda é cedo para atestar de se fato foi um acidente ou um homicídio culposo ou doloso

Caio Oliveira / O Liberal

O delegado Claúdio Galeno, chefe da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, falou com a imprensa no começo da tarde desta quinta-feira, 16, sobre o caso da morte de Yasmin Macedo. Segundo o delegado, ainda é muito cedo para concluir as investigações, que ainda está na fase da coleta de depoimentos.

“A investigação é complexa, no sentido que muitas pessoas precisam ser ouvidas. O trabalho nesse momento é ouvir o máximo de pessoas que estavam na embarcação, e aquelas que de alguma forma, tomaram conhecimento e foram ao local. Tudo isso está sendo levado para o inquérito policial. Nós estaríamos equivocados se emitíssemos algum juízo de valor aqui. Nesse momento, não temos como afirmar absolutamente nada. Só ao final do inquérito e, principalmente, com o auxílio das perícias técnicas, poderemos emitir uma conclusão do que realmente aconteceu”, disse o delegado.

Galeno adianta que os funcionários da marina já foram envolvidos. Na manhã desta quinta-feira, o dono da lancha foi até a delegacia para prestar seu depoimento. O delegado ainda confirmou que até os bombeiros que participaram do resgate do corpo de Yasmin devem ser chamados para depor.

“À princípio, temos trinta dias para concluir o inquérito. Mas dependendo da complexidade, das diligências que precisam ser realizadas, esse prazo pode ser estendido por mais trinta dias. Não sei afirmar quantas pessoas já foram ouvidas, mas temos uma grande quantidade das que ainda faltam serem ouvidas, das pessoas que estavam com a moça no dia da fatalidade”, conclui Galeno.

SAIBA MAIS SOBRE O CASO YASMIN

Caso Yasmin: advogado solicitou exames de alcoolemia, toxicológico e de violência sexual Resultados devem sair em 30 dias, como explica o advogado Afonso Silva. Família reitera que Yasmin não usava drogas e não bebia

Caso Yasmin: 'Embarcação estava parada no momento do acidente', diz advogado do dono da lancha Lucas Magalhães foi quem convidou Yasmin Cavaleiro Macêdo para o passeio no qual ela morreu

Caso Yasmin: acompanhado de dois advogados, dono da lancha é ouvido pela Polícia Civil Lucas Magalhães diz que algumas pessoas entraram na água para tomar banho no rio

'Ela bebeu porque ela quis, ela pulou porque ela quis', diz amiga de Yasmin que estava na lancha Em áudio enviado à família da estudante que morreu, jovem avisa sobre o desaparecimento

Jovens que estavam na lancha com influencer apagaram publicações após tragédia, diz advogado As informações foram levantadas e confirmadas, na tarde desta terça-feira (14), pelo advogado da família da jovem, Afonso Silva

VÍDEO: Pai de Yasmin se pronuncia sobre morte da influencer: 'Isso eu não aceito' Ele afirmou que quer saber o que de fato aconteceu com a sua filha Yasmin, que morreu em um passeio de lancha

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA