Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

VÍDEO: Pai de Yasmin se pronuncia sobre morte da influencer: 'Isso eu não aceito'

Ele afirmou que quer saber o que de fato aconteceu com a sua filha Yasmin, que morreu em um passeio de lancha

O Liberal

"Minha filha não ia tomar banho no rio. Nem nadar ela sabia. Isso eu não aceito". A afirmação foi feita, na tarde desta quarta-feira (15), por Jorge Ricardo Cavaleiro de Macedo, pai de Yasmin Cavaleiro de Macedo, logo após prestar depoimento na sede da Divisão de Homicídio, em São Brás.

VEJA MAIS

'Ela bebeu porque ela quis, ela pulou porque ela quis', diz amiga de Yasmin que estava na lancha Em áudio enviado à família da estudante que morreu, jovem avisa sobre o desaparecimento

Em áudio, ocupante da lancha detalha os momentos que Yasmin teria desparecido: 'a gente pode ter tido um descuido' Relato chegou até a família da vítima

Amiga que estava em lancha com influencer bloqueia a mãe da vítima: 'Ela frequentava a minha casa' Mãe de Yasmin estranhou o comportamento da amiga da filha, que morreu durante passeio de lancha

Caso Yasmin: o que se sabe até agora sobre o acidente que vitimou influencer paraense Yasmin Cavaleiro Macêdo, de 21 anos, morreu após passeio de lancha no rio Maguari, em Belém

Em entrevista à Redação Integrada, ele afirmou que quer saber o que de fato aconteceu com a sua filha Yasmin, que morreu em um passeio de lancha. "Minha filha estava numa lancha, em um passeio e supostamente com 13 pessoas, e só ela sumiu. Eu quero saber o motivo, a verdade. É disso que estou atrás", acrescentou o pai.

Jorge Ricardo Macedo prestou depoimento nesta quarta-feira (15) (Igor Mota / O Liberal)

O caso

Uma história cercada de mistério rodeia a morte da influenciadora digital e estudante de medicina veterinária, Yasmin Cavaleiro Macêdo, de 21 anos. Encontrada morta às 12h40 da  última segunda-feira (13), em Icoaraci, a jovem teria se afogado no dia anterior, após um passeio de lancha pelo furo do Rio Maguari, em Belém, na noite de domingo (12).

Segundo o Corpo de Bombeiros  Militar do Pará e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, Yasmin foi encontrada por mergulhadores do 1º Grupamento Marítimo Fluvial (1º GMAF), a aproximadamente 11 metros de profundidade, próximo do local indicado pelas testemunhas.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA