Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso juíza Monica de Oliveira: peritos contestam depoimento de juiz sobre local onde caso ocorreu

Após uma diligência no prédio, que foi informado pelo juiz João Augusto como endereço do casal e local onde ela teria morrido, a Polícia Científica do Pará afirmou que o local estava errado

O Liberal

A Polícia Científica do Pará contestou o local informado sobre a morte da juíza Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira. Segundo o juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, ele a encontrou morta, dentro do carro dele, no estacionamento do edifício Rio Miño, que fica na avenida Gentil Bittencourt, nº 1226. A administração do condomínio também negou que o casal morasse lá ou mesmo tivesse estado no local.

Caso juíza Monica de Oliveira: o que se sabe sobre a causa da morte, velório e relação com o juiz
Juíza Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira foi encontrada morta dentro do carro do esposo, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior na manhã da terça-feira

Após diligências no local, os peritos da PCP disseram que o caso, de fato, não teria ocorrido no prédio que fica na avenida Gentil Bittencourt. A administração do condomínio confirmou que o juiz morou lá, mas havia saído há pelo menos cinco anos. Não havia nenhum registro de entrada ou saída do casal, nem como moradores e nem como visitantes. O condomínio nem mesmo conhece a juíza Monica e nenhum funcionário ouviu o barulho de um tiro.

VEJA MAIS

Corpo de juíza é deixado por juiz na Divisão de Homicídios em Belém; polícia investiga o caso
Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira teria sido encontrada morta no estacionamento do prédio onde o casal residia. O companheiro dela, o juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, foi quem levou o corpo à polícia

Caso juíza Monica de Oliveira: juiz aponta prédio como local da morte; condomínio nega
No boletim de ocorrência, o juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior afirma que o caso ocorreu em um prédio residencial. Porém, a administração do condomínio afirma que não há registro de entrada ou saída do magistrado. Ele não moraria lá há mais de cinco anos.

Caso juíza Monica de Oliveira: Juiz que levou o corpo à polícia diz que mulher cometeu suicídio
Juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior contou detalhes sobre o momento em que encontrou a esposa morta dentro de um carro no estacionamento de um prédio

O juiz morava no edifício Real Dream, que fica na travessa Três de Maio. A PCP então foi o local, ainda pela manhã, para analisar a cena do caso.

Caso juíza Monica de Oliveira: juiz que levou corpo da esposa para polícia evita declarações
O juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior saiu da Divisão de Homicídios sem prestar qualquer declaração sobre o caso

Caso juíza Monica de Oliveira: veja quem era a paraibana Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira
Monica de Oliveira, 46 anos, deixou dois filhos, um adulto e uma adolescente, do primeiro casamento

Caso juíza Monica de Oliveira: entenda o relacionamento dos juízes envolvidos no caso
Monica residia em Campina Grande, na Paraíba, e periodicamente vinha ao Pará para visitar o marido

O endereço constava no boletim de ocorrência do caso, que segue sob investigação da Polícia Civil, a princípio, como possível suicídio. Mas a Divisão de Homicídios não descarta nenhuma linha de investigação, logo, um possível homicídio não está descartado nesta primeira etapa da investigação.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA