Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pug: características, cuidados e curiosidades do cachorro

Essa raça costuma ser muito companheira e astuta. Além de ter facilidade para demonstrar amor por seus tutores a todo tempo, ficando sempre ao lado deles e brincando muito.

Maiza Santos

Calmo e sociável, os Pugs são muito populares no Brasil. Donos de uma personalidade carinhosa e brincalhona, eles costumam encantar os tutores e toda a família logo nos primeiros meses de convivência. Com olhos grandes, um nariz achatado e a calda enroladinha, essa raça de porte pequeno atrai não apenas pela aparência fofa, mas por ser fiel aos donos e gostar de ambientes familiares. São a melhor escolha para quem tem filhos e gosta de demonstrações de afeto a toda hora. Conheça as características, cuidados e curiosidades do Pug. 

VEJA MAIS

Pitbull: características, cuidados e curiosidades do cachorro
Ao contrário do que muitos pensam, essa raça é carinhosa e muito companheira. A personalidade do Pitbull, como a de qualquer outro cão, vai depender de como ele for criado e domesticado.

Cachorro uivando: o que pode ser?
Comportamento herdado dos lobos, quando excessivo, pode indicar problemas; entenda

Shih-tzu: características, cuidados e curiosidades do cachorro
Brincalhão, inteligente e muito afetuoso, essa raça é a melhor escolha para quem quer companhia e demonstrações de afeto do amiguinho de quatro patas

O Pug chama atenção de qualquer amante de pets. Esse cão costuma ser guloso e os tutores precisam tomar cuidado com isso. Como não são uma raça esportiva e ainda possuem o focinho achatado - o que dificulta a respiração e troca de calor do corpo com o ambiente -, eles não podem praticar exercícios em excesso. Esse pequeno detalhe acaba atrapalhando quando eles precisam perder peso. Além disso, eles são muito inteligentes e costumam ser teimosos, se o tutor não impor limite, esse cãozinho acaba dominando a casa!

Características

Os Pugs possuem características bastante peculiares. A altura varia de 20 a 30 centímetros e pode pesar de 6 a 8 kg. A estrutura do corpo é quadrada e robusta, com musculaturas rígidas. A cabeça é proporcional ao corpo e redonda, apresentando rugas na testa. Essa raça tem um focinho preto com narinas grandes, porém curto e achatado. Os olhos são escuros e bem redondos. Esses amiguinhos podem viver de 13 a 16 anos.

Além disso, outra característica típica da raça é o rabinho bem enrolado. A pelagem é fina, lisa, macia, curta e brilhante, e costuma cair bastante durante todo o ano. Quanto às cores do Pug, é possível encontrar

  • preto
  • prata
  • abricó 
  • fulvo

Chihuahua: características, cuidados e curiosidades do cachorro
Um dos menores cães do mundo, o Chihuahua é conhecido por ser corajoso, atrevido e brincalhão. Muito fiel, ele mantém um vínculo forte e duradouro com seus tutores. Entenda mais sobre essa raça

Pode dar dipirona para cachorro?
O remédio é comum para humanos, mas o que você, talvez, não saiba, é que ele também pode ser prescrito a cachorros

Husky Siberiano: características, cuidados e curiosidades do cachorro
Uma das raças mais amigáveis que existem, o Husky é gentil, atento e muito independente. Esse pet é um ótimo companheiro para quem tem filhos, pois ama crianças

Pugs (Reprodução: Pixabay)

Saiba quais são os principais cuidados:

  • Apesar de terem os pelos curtinhos, eles caem bastante. Sendo assim, é muito importante que o tutor escove (penteie) o pequeno sempre, para remover pelos mortos e proporcionar ainda mais conforto ao pet;
  • Mesmo que as dobrinhas dos Pugs sejam fofas, exigem muito cuidado. Para não acumularem sujeira ou umidade, é crucial limpá-las frequentemente com lenços especiais.
  • Os banhos devem ser dados conforme necessidade. Mas o ideal é que esse cãozinho tome um banho por semana.
  • Para manter a higiene no Pug, é necessário que as unhas deles sejam aparadas. Isso também evita que eles se machuquem ou arranhem alguém. Para isso, procure ajuda de um especialista.
  • Também é importante realizar a escovação diária dos dentes do Pug. Ela evita diversos problemas, como o tártaro, que podem se agravar com o passar do tempo. Sempre use escovas e pastas de dente veterinárias, que proporcionarão mais saúde à boca do pet.
  • É importante manter os olhos do pet higienizados para evitar a “doença dos olhos secos”.
  • A baixa capacidade aeróbica do Pug pode causar roncos, respiração ofegante e outros problemas cardiorrespiratórios. Então, fique atento aos sinais que possam indicar disfunções como essas.
  • Exercícios físicos devem ser moderados. Faça pequenas caminhadas com seu Pug, em horários mais fresquinhos do dia. Isso ajuda na saúde do animal tanto pela questão do peso, quanto por motivos de socialização e estímulos - já que eles costumam ficar a maior parte do tempo dentro de casa.
  • Sempre mantenha seu Pug em locais arejados e frescos. Como os Pugs possuem o focinho muito achatado, eles têm dificuldade de trocar calor com o ambiente. O que faz com eles sofram demais com temperaturas altas, tendo grandes chances de desenvolver um quadro de hipertermia, que pode levar a morte. 
  • A exoftalmia é muito comum em cães de focinho curto, como é o caso do Pug. Nessa condição, os olhos do animal podem saltar/sair da órbita ocular. Isso acontece devido complicações maiores ou por alguma pressão que o animal faça, como forçar a coleira. Se isso acontecer, não se desespere. Leve o animal ao médico veterinário com rapidez para tratar e verificar se não houve danos maiores. Na maioria das vezes, é algo reversível.

Pug pode ser criado em apartamento?

Sim, os Pugs se adaptam muito bem a apartamentos. Essa raça vai viver muitíssimo bem e tranquilo desde que tenha a companhia do tutor, além de uma boa caminha para dormir, comida e água fresca todos os dias.

O Pug não é um cão de caça ou vigilante. Devido a essa forte ligação com humanos, essa raça não deve ficar sozinho por longos períodos. Portanto, quem deseja cuidar de um bichinho como esse, o ideal é não passar muito tempo fora de casa. O pet costuma ficar muito bem com a simples presença do tutor no mesmo ambiente.

Poodle: características, cuidados e curiosidades do cachorro
Brincalhões, muito inteligentes e extremamente fiéis aos tutores, a raça também adora nadar e gastar energia

Cachorro vomitando? Saiba o que pode ser
Problemas como ingestão de objetos estranhos, alterações no fígado e estômago vazio podem ocasionar o vômito no pet; saiba mais

O que fazer em caso de morte de cachorro? Destino indicado é a cremação; descarte em lixeira é crime
Empresa no Pará oferece serviço de cremação de pets; destino irregular dos animais pode levar a reclusão de 1 a 4 anos e multa que pode chegar a 13 mil reais

Pug Preto (Reprodução: Pixabay)

O que o Pug não gosta?

Os pugs não gostam e nem toleram ambientes quentes. Também não gostam de ficar em casa sozinhos. Além disso, os pugs adoram conhecer parquinhos novos e fazer amizade com outros animais. Outra dica para deixar seu pet feliz é dando brinquedinhos novos para ele. Isso estimula o cãozinho a brincar com o tutor. No entanto, não ensine seu cão a morder.

É difícil cuidar de um Pug?

Os Pugs são animais delicados, portanto é necessário ter cuidados com essa raça antes mesmo dele chegar em casa, e garantir o máximo de conforto para ele viver muito feliz e com qualidade de vida. Além disso, tem um comportamento estável, calmo e bem-humorado. É perfeito para lidar com crianças. Afinal, é muito afetuoso, brincalhão e dócil.

Por mais que seja um cachorro bem sociável, é importante introduzi-lo a outras pessoas e animais desde cedo. Assim, as chances do pet se tornar antissocial diminuem bastante. Esta raça também é ideal para quem recebe muitas visitas, tem outros cães ou até mesmo outras espécies de animais em casa. Os Pugs não apresentam traços de agressividade.

Quem atropela cachorro tem que pagar? Veja para quem ligar e de quem é a responsabilidade nesse caso
Não existe lei específica para punição de condutores que atropelam animais, no Brasil; Em alguns casos, condutor pode até mesmo ser ressarcido por eventuais danos causados pelo acidente com o pet

Como dar nome a um novo cachorro ou gato: conheça opções criativas
O portal O Liberal.com separou dicas de quais nomes para dar a novo animal de estimação. Veja dicas para escolher e não confundir o animal

Oração de São Francisco de Assis para a saúde e proteção do seu pet
São Francisco de Assis é padroeiro dos animais e do meio ambiente

Pug filhote (Reprodução: Pixabay)

Como cuidar de um filhote de Pug?

A primeira semana de vida dos Pugs consiste basicamente em cochilos e alimentação rotineira. Eles nascem cegos, surdos e sem dentes. Esses pets só abrem os olhos e passam a escutar a partir da segunda semana de vida.

Depois desse período, é importante que a casa e os tutores estejam preparados para os pequenos. Afinal, os peludos entrarão em fase de aprendizado, precisando de muito carinho e atenção. 

Quantas vacinas um pug tem que tomar?

O Pug filhote deve receber a primeira vacina a partir dos 45 dias de vida.

  • V8 ou V9 - Inicia-se com a vacina V8 ou vacina V10, separada em até 4 doses, que devem ser aplicadas em até 4 semanas.
  • Antirrábica (raiva) - Depois, a vacina antirrábica, em uma única dose, por volta das 12 semanas.
  • Após a fase inicial da vida do Pug, é necessário um reforço anual das vacinas V10, Antirrábica, Gripe Canina e Giárgia. 

Lembre-se: vacinar o cachorro é uma forma de amor e cuidados, para prolongar e melhorar sua vida.

Como cuidar de um cachorro ou gato antes e após castração?
Confira um mini manual de o que fazer para ajudar o animal de estimação ter uma recuperação melhor

Yorkshire: características, cuidados e curiosidades do cachorro
Os yorkies podem viver até 17 anos e são muito apegado aos seus tutores. A raça de pequeno porte pode viver em apartamento, mas odeia ficar sozinho, podendo desenvolver ansiedade e estresse

Cachorro comendo mato: entenda porque isso acontece
O ato do pet comer grama da rua pode causar estranheza aos tutores. Mas, isso acontece, porque o cachorro tenta "aliviar" a dor que sente

Pug (Reprodução: Pixabay)

Curiosidades 

  • Josephine, a esposa de Napoleão Bonaparte, teve Fortune, um cachorro Pug que era muito amado. A tutora só dormiu com o marido quando ele permitiu que o pet também ficasse na cama do casal. Quando foi presa, a imperatriz colocava mensagens secretas na coleira do cão para se comunicar com Napoleão;
  • O filme “MIB: Homens de Preto”, de 2002, foi responsável pela popularização da raça em alguns países. Frank, um dos personagens do filme, nada mais é que um Pug falante. No longa, o cachorrinho é, na verdade, um alienígena disfarçado;
  • O Pug é um cachorro chinês e está entre as raças mais antigas do mundo. A origem dele data de, aproximadamente, 700 a.C. Inclusive, há efígies de porcelanas que sugerem a retratação do pet nesta época. Além de monges tibetanos, apenas a nobreza chinesa era autorizada a ter Pugs.
  • Na China, os criadores do Pug foram moldando a raça para que as ruguinhas da testa do cão formassem (ou chegassem perto de formar) o caractere chinês referente à palavra “príncipe”. 

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

 

Pet Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE PET LIBERAL