Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Varíola dos macacos: Instituto Evandro Chagas se torna referência no diagnóstico laboratorial

O IEC atende os casos suspeitos das Regiões Norte e Nordeste

O Liberal

O Instituto Evandro Chagas (IEC), órgão ligado à Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) do Ministério da Saúde (MS), vem atendendo casos suspeitos de monkeypox (varíola dos macacos) dos estados do Pará, Amapá, Maranhão e Piauí, por isso, se tornou referência para diagnóstico laboratorial da doença nas Regiões Norte e Nordeste. O órgão recebe as amostras encaminhadas pelos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen) desses estados e é capaz de emitir os laudos em menos de 24 horas.

VEJA MAIS

Varíola dos macacos: 17 casos seguem em investigação no Pará
Até o momento, Sespa garante que há apenas um caso confirmado

Governo Federal determina nível máximo de alerta para transmissão da varíola dos macacos
Neste nível de alerta, a doença é considerada a uma “ameaça de relevância nacional”

Ator pornô é infectado com varíola dos macacos e compartilha evolução da doença; veja
Silver Steele decidiu compartilhar a evolução das lesões causadas pela doença em suas redes sociais

O Plano de Contingência Nacional para Monkeypox do MS foi publicado na última sexta-feira (5) e aumentou de quatro para oito os centros de referência diagnóstica no Brasil. O documento, que deve ser avaliado e revisado sempre que estiverem disponíveis novas evidências científicas, visa reunir informações necessárias para a tomada de decisões dos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS).

Junto com o IEC, compõem a rede de referência do MS: o Laboratório de Enterovírus da Fiocruz-RJ, o Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais, Instituto Adolpho Lutz (Lacen-SP), Laboratório de Biologia Molecular do Vírus do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Laboratório Central do Distrito Federal (Lacen-DF), Laboratório do Rio Grande do Sul (Lacen-RS) e a Fiocruz do Estado do Amazonas, com a responsabilidade de apoiar os estados do Acre, Amazonas e Roraima na realização de exames.

O órgão recebe as amostras encaminhadas pelos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen´s) desses estados e é capaz de emitir os laudos em menos de 24 horas. (Ascom / Instituto Evandro Chagas)

O atual surto de varíola dos macacos já se apresenta como emergência de saúde pública com importância internacional. Por isso, o controle da doença tem sido prioridade para o Ministério da Saúde, que monitora e analisa a situação epidemiológica para orientar ações de vigilância e resposta à doença no Brasil.

O virologista e pesquisador da Seção de Virologia do IEC, Fernando Tavares, considera a criação de uma rede de diagnóstico laboratorial no Brasil de suma importância para a confirmação dos casos suspeitos com mais rapidez. “Aqui na Seção de Virologia nós fazemos todo o processamento do material, com extração do DNA viral e reação de PCR em tempo real. Se o material chegar aqui pela manhã, por exemplo, somos capazes de liberar o resultado no final da tarde”, explica. “O paciente já tem capacidade de disseminar o vírus. Então, quanto mais rápido a Secretaria de Saúde ou o Lacen tiver o resultado, mais rápido a equipe da vigilância epidemiológica vai conseguir atuar e isolar esse paciente, a fim de evitar que ele tenha contato com outras pessoas”, pontua o pesquisador.

O Instituto Evandro Chagas aguarda o envio das amostras de casos suspeitos encaminhadas pelos Lacen dos estados de sua abrangência.

Veja mais detalhes sobre a Varíola dos Macacos

• Prevenção

Varíola dos macacos: entenda como será a vacinação no Brasil
Segundo o Ministério da Saúde, as primeiras doses do imunizante contra a varíola dos macacos destinadas ao país deverão chegar em setembro

Varíola dos macacos: saiba como evitar pegar a doença
Manter hábitos de vida saudáveis, usar máscara e não estigmatizar pessoas infectadas fazem parte das principais formas de evitar a varíola dos macacos

Varíola dos macacos: veja quais são os grupos de risco da doença
A enfermidade foi declarada emergência de saúde pública de interesse internacional pela OMS

• Sintomas

Varíola dos macacos: saiba quais são os sintomas da doença
Cerca de 95% dos casos têm lesões na face, ao passo que 75% das feridas se encontram na região genital

Varíola dos macacos: saiba quais são as formas de contágio da doença
As formas de contágio da doença são diversas, informou o infectologista Alessandre Guimarães, em uma live realizada na última sexta-feira (29) pelo Grupo Liberal

Sintomas da varíola dos macacos mudaram e intrigam médicos; entenda em detalhes
De acordo com os especialistas, essa mudança de padrão estaria relacionada à falta de conhecimento que se tinha sobre o monkeypox até agora

• Tratamento

Varíola dos macacos: transmissão, sintomas, vacina e suspeita da doença em estado na divisa do Pará
No último dia 8, o Brasil confirmou o primeiro caso da variante no país

Varíola dos macacos: Brasil vai receber antiviral para enfrentamento da doença
A informação foi dada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em suas redes sociais

Quando a vacina contra a varíola dos macacos chega ao Brasil?
A vacinação contra o vírus Monkeypox já está sendo realizada em alguns países da Europa e da América do Norte

Varíola dos Macacos: infectologista explica detalhes sobre a doença que tem preocupado o mundo
Primeira morte por monkeypox no Brasil foi confirmada na última sexta-feira, 29. Médico acredita que há subnotificação dos casos

• Casos

Ator pornô é infectado com varíola dos macacos e compartilha evolução da doença; veja
Silver Steele decidiu compartilhar a evolução das lesões causadas pela doença em suas redes sociais

Varíola dos macacos: Prefeitura de São Miguel do Guamá notifica possível caso suspeito
Até a noite desta segunda (08), a Sespa ainda não tinha se pronunciado sobre a notificação do município

Varíola dos macacos: mulher é atendida em UPA de Castanhal com possível caso suspeito
Uma paciente de 34 anos que deu entrada na UPA 24h na quinta-feira (4) com erupções na pele. Sespa ainda não se pronunciou sobre a notificação

Santarém diz ter mais dois casos suspeitos de varíola dos macacos notificados para a Sespa
Plano de contenção para atender e monitorar pacientes foi criado pela prefeitura do município; informação à população também é alvo da medida

Varíola dos macacos: caso notificado em Bragança é descartado pela Sespa
Com isso, o Pará segue com dois casos suspeitos e um confirmado. O caso de Paragominas segue em avaliação.

Varíola dos macacos: Prefeitura de Paragominas confirma primeiro caso suspeito da doença
Atualmente, a Sespa já identificou um caso confirmado de Monkeypox no Pará e investiga outros dois suspeitos; veja em quais municípios

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ