Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Flores que curam: conheça a terapia dos florais

Extrair a ‘consciência’ das flores para ajudar a curar doenças físicas e emocionais das pessoas

Igor Wilson

Extrair a ‘consciência’ das flores para ajudar a curar doenças físicas e emocionais das pessoas. Esse é o resumo da missão dos florais, prática terapêutica que está auxiliando milhares de pessoas a manter o equilíbrio entre mente e o corpo, ajudando no tratamento de males e doenças bastante comuns em nosso século, como ansiedade, depressão, bipolaridade, medo, preocupação e várias outras. E a eficiência é reconhecida em todas as esferas. O tratamento com florais é considerado como modelo terapêutico reconhecido pela Organização Mundial da Saúde desde 1983, estando hoje incluído como terapia complementar no sistema de saúde de mais de 80 países, entre eles o Brasil.

VEJA MAIS

Conheça o artesão de Ananindeua que cria instrumentos com matéria prima da floresta
Músico e artesão, o morador do bairro das Águas Brancas está ficando requisitado dentro e fora do estado pela característica singular com que cria seus instrumentos

Credlivro libera R$ 6,3 milhões para professores usarem na Feira Pan-Amazônica
Professores e técnicos da Seduc e servidores da UEPA e secretarias municipais de Educação de Belém e de Ananindeua têm o bônus para comprar livros no evento.

Os florais são extratos líquidos extraídos a partir do orvalho das flores silvestres da manhã misturado a água. A técnica foi desenvolvida a partir das descobertas do médico e cientista britânico Edward Bach na década de 1930. Foi a partir dessa época que o bacteriologista passou a concentrar sua carreira na pesquisa de plantas e flores para o tratamento da saúde humana. O caminho foi repleto de críticas e ridicularizações por parte de grupos da comunidade científica, mas Bach manteve a firmeza e conseguiu comprovar os benefícios dos florais, criando o que hoje é considerado a pedra basilar da terapia: os 38 florais de Bach. Cada um com sua função. 

As essências florais são extratos líquidos preparados a partir de flores silvestres (Igor Mota/ O Liberal)

Em Ananindeua a terapia vem ganhando representantes. Andreia Oliveira é uma das terapeutas florais que mora no município e atende em toda região metropolitana de Belém. Cientista Social e professora, Andreia descobriu os florais primeiro como paciente. Ficou tão impressionada com os resultados que começou a estudar o assunto como autodidata, buscando depois especializações no Pará e em São Paulo. Atualmente realiza atendimentos principalmente na Casa Carmina Terapias, na capital.

Um floral para cada doença física ou emocional (Igor Mota/ O Liberal)

"Os florais e a antropologia me fizeram ter acesso a importantes pesquisas sobre o uso medicinal e social das plantas ao longo da história da civilização, sobre o poder que elas possuem na cura de vários males. O poder das plantas não é algo descoberto por Bach, mas muito mais antigo. Ele teve acesso a essas informações e de forma brilhante desenvolveu seus 38 extratos. Os florais me ajudaram muito em minha vida e fui depois recomendando a terapia a amigos. Elogiavam, recomendavam e sempre voltavam. Desde então o número de interessados em Ananindeua vem crescendo a medida em que as pessoas vão conhecendo mais sobre o poder da terapia com florais", diz a terapeuta.

De acordo com a pesquisadora, existem atualmente uma variedade imensa de florais por todo o mundo, cada um destinado para um determinado tipo de paciente. Todos eles, de alguma forma, estão conectados aos 38 florais de Bach. No Brasil existem pesquisadores que criaram tipos de florais extraídos a partir de flores das mais diversas regiões e floras brasileiras, desde o cerrado até a região amazônica, da riqueza da flora mineira a mata do sul do país. Comunidades de pesquisadores estão interconectados e fazendo a terapia ganhar mais adeptos ao longo dos anos. Andreia Oliveira atualmente trabalha na linha dos Florais de Saint Germain, um extrato criado a partir de flores exclusivamente brasileiras. 

“A terapia floral pode ser utilizada de muitas maneiras e no tratamento e de muitas enfermidades. Quando vamos atender a uma pessoa, o primeiro passo é uma consulta para saber o que está acontecendo e assim conseguir sugerir um floral especifíco. Como uma terapia e prática complementar, os florais não possuem quaisquer contraindicações e podem ser usados como complementoss em vários tratamentos de doenças. Por exemplo, atualmente utilizamos bastante em pacientes oncológicos e com Alzheimer, mas também no combate a ansiedade e depressão”, explica a terapeuta, que realiza estudos com florais dentro das escolas em que atua também.

 

  A alquimia dos florais

As essências florais são extratos líquidos preparados a partir de flores silvestres. Cada floral possui sua fórmula com determinados tipos e quantidade de flores. Os feitores colhem as flores durante a alvorada. "É preciso pegar aquelas que ainda estão com o orvalho do início de manhã", diz Andreia Oliveira. Após colhidas, as flores são inseridas em uma tigela de cristal, onde são cobertas com água pura. “Se for água de nascente melhor ainda”, observa a terapeuta paraense. Após a primeira fase, o líquido de flores fica sob o sol durante um determinado período. Em seguida a água com flores é coada e  se adiciona um conservante natural chamado brand, um conhaque de carvalho natural. A alquimia entre vegetais e sol, de acordo com a terapia, gera um poder energético capaz de harmonizar os campos mentais e curar pessoas.    

A terapia com florais trabalha seguindo o mesmo princípio da homeopatia. Acredita-se que o líquido produzido contém a atuação energética dos compostos das flores e quando ingerido interage com o corpo humano. Alguns especialistas explicam que essa simbiose do líquido floral com o corpo funcione de forma semelhante ao efeito da arte no ser humano. No caso da arte, ela carrega uma informação através do veículo de som e luz, enquanto as essências florais trabalham por meio da água. Ambas tem o poder de serenar doenças geradas por emoções nocivas.

Existem diversos sistemas de florais atualmente, todos influenciados pelos estudos de Bach. Os florais de Bach são compostos por 38 florais criados e desenvolvidos pelo médico inglês que era homeopata, imunologista e bacteriologista. De um modo geral, Bach criou seu sistema com o objetivo de tratar as causas da doença, e não seus efeitos. O médico acreditava que o líquido das flores matinais amenizasse algumas das emoções negativas e destrutivas do ser humano, como a depressão, o medo, a culpa, o pânico, a apatia, a raiva, o cansaço, a solidão, a indecisão, a ansiedade e tantos outros sentimentos.

Andreia Oliveira ajuda as pessoas através dos florais (Igor Mota/ O Liberal)

No Brasil, o sistema de florais de Saint Germain é relativamente novo, mas vem ganhando destaque internacional principalmente pela utilização de flores exclusivamente extraídas das matas brasileiras. Criado em 1997 pela terapeuta Neide Margonari, os florais de Saint Germain contam com 89 essências. Sua produção é totalmente artesanal. Além dos florais brasileiros, pesquisadores, terapeutas e cientistas se dedicam atualmente no aperfeiçoamento e descoberta de novos sistemas pelo mundo todo. Destaque para os florais do Hawaii, do Alaska e o Living Essences. Todos inspirados, de certa forma, na herança deixada por Edward Bach. 

“Hoje existem inúmeros sistemas de florais aqui no Brasil. Um deles é o é o que eu trabalho, que são os florais de Saint Germain, mas tem também os florais de Minas, os florais da Amazônia, Filhas de Gaia, Gotas do Infinito. Eles utilizam flores de várias regiões, flores que só existem em nosso país. Muito interessante também é que a terapia floral também é uma maneira de conservar o nosso território nacional, de manter a sustentabilidade porque dependemos disso para continuar existindo essa forma terapêutica que ajuda a cada vez mais pessoas”, finaliza Andreia, que faz atendimentos por agendamento através de suas redes sociais.  

Andreia se divide entre o estudo dos florais e da antropologia (Igor Mota/ O Liberal)

LEI

A Portaria GM N°702, de 21 de março de 2018, instituiu a terapia de florais no sistema de saúde pública, além de outras nove práticas, entre elas a aromaterapia e a cromoterapia. 

Os florais ajudam a aliviar sintomas relacionados a estresse e cansaço; ansiedade, medo, solidão; problemas de relacionamento em casa ou no trabalho; angústia e depressão . 

OS 38 FLORAIS DOS FLORAIS DE BACH:

Grupo para tratar o medo:

Mimulus: medo de coisas conhecidas e timidez.

Rock Rose: terror e medo paralisante.

Cherry Plum: medo de perder o controle.

Aspen: medo de coisas desconhecidas.

Red Chestnut: excesso de preocupação pelo bem-estar de seus próximos.

Grupo falta de interesse pelas circunstâncias atuais

Clematis: sonhar com o futuro sem trabalhar no presente.

Olive: exaustão após esforço mental ou físico.

Chestnut Bud: incapacidade de aprender com seus próprios erros.

Honeysuckle: viver no passado.

Wild Rose: sensação de andar à deriva, apático e resignado.

Mustard: tristeza profunda e sem motivo aparente.

White Chestnut: pensamentos indesejados e incontroláveis, conflitos mentais.

Grupo da indecisão e insegurança

Cerato: falta de confiança nas suas próprias decisões.

Scleranthus: dificuldade de escolher.

Gentian: desanimado à primeira/depois de uma contrariedade.

Gorse: desespero.

Wild Oat: dúvidas sobre que direção tomar na vida.

Hornbeam: sentimento de cansaço.

Grupo da solidão

Impatiens: impaciência.

Water Violet: para equilibrar personalidades reservadas e distantes.

Heather: excesso de preocupação por si e personalidade egoísta.

Grupo da hipersensibilidade às influências e opiniões

Agrimony: pensamentos ruins e inquietação interior por trás de uma aparência alegre.

Centaury: dificuldade em dizer não.

Walnut: proteção de influências indesejadas e em caso de mudança.

Holly: ódio, inveja e ciúme.

Grupo do desalento e desespero

Oak: suporta além do limite das suas capacidades.

Elm: sensação de sobrecarga por excesso de responsabilidade.

Larch: falta de confiança.

Pine: culpa.

Willow: autocomiseração e ressentimento.

Sweet Chestnut: angústia mental extrema.

Crab Apple: para limpeza e para o sentimento de autorrejeição.

Star of Bethlehem: choque e traumas.

Grupo da preocupação excessiva

Beech: intolerância.

Chicory: egoísmo e possessividade.

Rock Water: autonegação e repressão por rigidez.

Vervain: excesso de entusiasmo.

Vine: excesso de autoridade, despotismo.

FLORAIS DESEVOLVIDOS NO BRASIL

Saint Germain

Os Florais de Saint Germain foram criados por Neide Margonari, uma artista plástica brasileira que em 1990 desenvolveu essências obtidas exclusivamente de flores brasileiras. Entre as que são utilizadas, estão o ipê-roxo, embaúba, anis, algodão, goiabeira, lírio e rosa-rosa. 

Filhas de Gaia

As essências florais Filhas de Gaia possuem dezenas de fórmulas e são preparadas em diversos ecossistemas brasileiros. A comunidade de mulheres oferece essências florais, fórmulas compostas e sprays ambientais. Entre as que estão presentes, estão as flores de açucena, a alamanda, o alecrim do mato, arruda, algodão de seda, begônia, bastão do imperador, espada de são jorge, chanana e capuchinha.

Florais de Minas

Os Florais de Minas são um conjunto de essências extraídas de flores das regiões montanhosas do quadrilátero ferrífero de Minas Gerais, pesquisados pelo Dr. Breno Marques da Silva, graduado e pós graduado em Farmácia e Engenharia. Estão presentes em suas fórmulas o anil, salvia, calêndula, rosa canina, artemísia e violetas, entre outras.

FLORAIS PELO MUNDO 

Florais Californianos

Os Florais Californianos são extraídos de flores em diferentes regiões da Califórnia, nos Estados Unidos.

Florais Australianos

Na Oceania foram desenvolvidos uma série de Florais baseados na diferenciada flora australiana. Por ser um continente isolado pelos oceanos, foram selecionadas uma série flores provenientes e exclusivas de diversas áreas da Austrália.

Florais do Alaska

Nesta mesma linha temos ainda os Florais do Alaska, do Pacífico, extraídos da Ilha de Vancouver, no Canadá. Sendo, esses, alguns exemplos de variantes de florais existentes no mundo.

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ