Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Enem teve 27% de candidatos faltosos no Pará, estima Inep

Três pessoas foram presas durante o exame, mas os crimes não têm relação direta com o teste nacional

Valéria Nascimento / O Liberal

Um balanço parcial do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apontou a ausência de 27,45% dos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e a presença de cerca de 72%, neste primeiro domingo (21), de provas do concurso. O Instituto faz parte do conjunto de orgãos mobilizados no Centro Integrado de Comando e Controle da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) para os dois dias de provas do certame nacional no estado. 

O secretário de Segurança Pública (Segup), Ualame Machado, informou que cinco mil agentes de segurança pública atuaram, no Pará, de modo integrado, neste domingo (21), e também estarão a postos no próximo (28/11), segundo e último dia de provas do Enem. 

"O domingo de provas foi tranquilo, tudo ocorreu dentro do planejado", afirmou Ualame Machado, referindo-se ao trabalho conjunto da operação Enem 2021 das instituições de segurança e de ensino sob a coordenação da Segup, no Centro Integrado, como o Inep e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) que executa o Enem, em nível estadual.

Segundo ele, a concentração dos representantes dos órgãos em um só espaço possibilita a tomada de decisões, quando necessário, de forma rápida e prática.

LEIA MAIS

Primeiro dia de provas do Enem 2021 é marcado por tranquilidade no Pará De acordo com a Segup, até ás 16h, não foram registradas ocorrências relacionadas ao certame

Portões são abertos pontualmente ao meio-dia em Belém No Pará, 753 locais de prova foram preparados para receber mais de 160 mil candidatos

O Centro Integrado de Comando e Controle da Segup permite o monitoramento de áreas de interesse, como os corredores de trânsito de maior tráfego e locais próximos dos lugares de aplicação das provas, além de rodovias.

No Pará, o exame contou com 724 locais de prova, distribuídos em 77 municípios, somando 167.649 alunos inscritos.

Orações, correria de atrasados e espera nos portões marcam Enem em Belém; veja as fotos Veja em imagens como foi o movimento nos provas na capital, neste domingo (21)

Prisões e falta de luz

Neste domingo (21), houve três prisões de candidatos em todo Pará, não relacionadas diretamente à aplicação da prova, mas ao cumprimento de mandados judiciais por conta de crimes cometidos por eles anteriormente, como latrocínio e estupro de vulnerável.  As prisões aconteceram em Belém, Marabá e Tailândia.

Na capital paraense, a prisão do candidato foi em uma escola no bairro da Batista Campos. O homem foi detido ao chegar e se apresentar para a prova. Contra ele havia um mandado judicial aberto por crime de latrocínio cometido no Amapá. Ele foi apresentado à Seccional da Cremação e, após, seria levado para o Centro de Triagem da Marambaia.

O titular da Segup informou, ainda, que houve queda de energia elétrica em seis locais em todo o Pará, mas todos em tempo curto e os candiatos conseguiram realizar o concurso. Um desses lugares foi uma escola particular, na avenida Augusto Montenegro, o que atrasou o início da prova e esse atraso seria compensado, com o acréscimo necessário no final do horário regular.

Candidatos correm para driblar fechamento de portões no Enem em Belém Locais de provas dos exames não tiveram contratempos no início das provas deste domingo (21). Houve atrasos

Escolta reversa

Ualame Machado destacou que a operação conjunta começou às 6h, deste domingo, mas desde sexta-feira (19), agentes já trabalhavam para garantir a devida segurança na distribuição das provas, o que envolve um esforço de logística, por causa da realidade geográfica e da grande extensão territorial. Por exemplo, em Anajás, as provas chegam via helicóptero, para que não houvesse atraso algum.

"Por experiência em edições anteriores, conhecemos o que precisa ser feito", afirmou Machado. "Também, faremos a operação reversa, agora, ao final do dia com a escolta do recolhimento das provas para os devidos locais, estrategicamente mantidos sob sigilo por questões de segurança", concluiu ele.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dilson Souza Júnior, informou que somente a Polícia Militar mobilizou mais de 3 mil agentes para o trabalho das rondas nas vias públicas e próximo aos locais de prova e para escolta dos malotes com provas para os locais de aplicação, nos 77 municípios paraenses.

'Invisibilidade e registro civil': professora fala sobre tema da redação do Enem 2021 O tema é o mesmo tanto para o Enem impresso quanto para o digital e, em ambas as modalidades, o texto deve ser feito a mão

Monitoramento integrado

Além do Inep e da FGV, em dias de provas do Enem, o Centro Integrado mobiliza representantes dos Correios, Exército, Polícias Civil e Militar, Grupamento Aéreo e Fluvial da Segup, Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Guardas Municipais, Secretaria de Estado de Educação (Seduc), e a concessionária de energia Equatorial.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ