Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

VÍDEO: Grupo de torcedores do Remo direciona gritos homofóbicos para torcida do Paysandu

Durante a seminal da Copa Verde,alguns remistas chamaram bicolores de "viado".

O Liberal

Mais uma vez o clássico Re-Pa foi marcado pelo preconceito. Assim como ocorreu no estádio da Curuzu, parte da torcida do Remo dirigiu gritos homofóbicos aos torcedores do Paysandu. Durante a seminal da Copa Verde, um grupo de pessoas que estavam na arquibancada que fica na avenida Rômulo Maiorana chamavam bicolores de "viado". Os gritos foram registrados ainda na primeira etapa. A torcida gritava: "todo viado que eu conheço é bicolor". 

VEJA MAIS

VÍDEO: Grupo de torcedores do Paysandu direciona gritos homofóbicos a atacante do Remo na Curuzu Gritos cmeçaram após o gol de empate do time azulino

Goiás protocola denúncia contra o Remo no STJD por gritos homofóbicos e confusão de torcedores no Baenão O Esmeraldino se queixou as ofensas dirigidas ao atacante Nicolas, ex-Paysandu, e também da briga que ocorreu no final da partida de segunda-feira pela 36ª rodada da Série B

Goiás recorre ao STJD contra o Remo após Nicolas ser alvo gritos homofóbicos no Baenão Episódio ocorreu na última segunda (15) envolvendo o atacante Nicolas, ex-Paysandu

Esse é o segundo caso de homofobia ligado ao clássico Re-Pa. Na quarta-feira (1ª), durante a partida de ida da semifinal, o atacante azulino Neto Pessoa foi chamado de viadinho por torcedores do Paysandu. Em outro momento, um grupo de torcedores de uma uniformizada gritaram “Remista é gay, é gay, é gay” por várias vezes. 

Um outro caso de homofobia foi registrado no Pará no último dia 15 de novembro, também no estádio do Baenão. Naqule dia, Remo e Goiás se enfrentaram pela Série B e o atacante do Esmeraldino Nicolas, ex- Paysandu, foi chamado de "viado" na saída do gramado. 

O Goiás informou que iria entrar com uma notícia-crime contra o Remo, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e o clube poderá ser multado. O Remo repudiou o caso através de nota e pediu desculpas ao atacante Nicolas e a equipe do Goiás pelas ofensas, e que combate qualquer tipo de discriminação.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES