Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Com início de temporada ruim na F1, Mercedes deve ter atualizações no carro para o GP de Miami

Equipe alemã ainda não conseguiu se adaptar ao novo regulamento da Fórmula 1

Aila Beatriz Inete

Após amargar resultados ruins no início da temporada de 2022 da Fórmula 1, a Mercedes, time de Lewis Hamilton, anunciou que planeja atualizações para o W13 já para o Grande Prêmio de Miami, que ocorre entre os dias 6 e 8 de maio. O maior desafio da equipe alemã é acabar, ou ao menos diminuir, com os porpoising, que são os quiques que o carro dá quando está em alta velocidade.  

“Espero que em breve, talvez em Miami, possamos começar a trazer algumas peças novas para o carro. Esperamos que essas melhorias nos deem uma indicação sobre se estamos caminhando na direção certa. Não esperamos resolver isso da noite para o dia, mas, se pudermos ter uma pista de que estamos indo na direção certa, que realmente chegamos ao cerne do problema, daí ficaremos muito satisfeitos por estarmos seguindo no caminho certo”, declarou o diretor de engenharia de pista da Mercedes, Andrew Shovlin. 

VEJA MAIS 

Charles Leclerc tem a segunda maior vantagem nas três primeiras corrida da história da Fórmula 1
Piloto da Ferrari tem 34 pontos a mais que o segundo colocado, George Russell

Projeto de lei pode dar a Lewis Hamilton o título de cidadão honorário do Brasil
Nas redes sociais, o piloto inglês disse que ficaria ‘honrado’ com a homenagem

Com carro estilizado, Ayrton Senna será homenageado no GP de Ímola, na Itália
Pista ficou marcada por ter sido o local onde o piloto brasileiro sofreu o acidente fatal, em 1994

Andrew Shovlin ainda afirmou que a equipe está totalmente focada no grande “desafio de engenharia” do regulamento deste ano. 

“Sabemos onde estamos no momento e da distância que precisamos tirar para chegar onde queremos. Como equipe, estamos muito focados neste grande desafio de engenharia, que é muito interessante”, disse Shovlin.

No Grande Prêmio de Ímola, na Itália, a Mercedes conseguiu um quarto lugar com George Russell, mas amargou uma 13° posição com o heptacampeão Lewis Hamilton, o que rendeu um pedido de desculpas do chefe da equipe, Toto Wolff, por não ter um carro competitivo para o inglês.  

Dominante nos últimos oito anos da F1, a Mercedes não ainda não conseguiu se adaptar aos novos regulamentos. “São problemas novos para nós, que precisamos resolver e entender, e há uma enorme quantidade de energia sendo gasta aqui [na fábrica] para isso, mas dia a dia estamos avançando e aprendendo mais”, declarou o engenheiro. 

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES