Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Bronze em Grand Prix de judô, paraense sonha com vaga nas Paralimpíadas de Paris

Larissa Oliveira foi um dos destaques brasileiros na competição, que soma pontos para o ranking mundial

Aila Beatriz Inete

Larissa Oliveira foi, junto com Thiego Marques, representante do Pará no Grand Prix de Nur-Sltan, que ocorreu no último final de semana, no Cazaquistão. a paraense, que foi medalhista de bronze na categoria até 57 kg/J1 (para cegos totais), deu um passo importante na busca por uma vaga nas Paralimpíadas de Paris. 

“Foi a minha primeira competição fora do país e já trazer uma medalha é motivo de muita felicidade. E mais feliz ainda por saber que  iniciei bem essa caminhada rumo a Paris e que tenho chances de chegar lá. Vou continuar os treinos, melhorar cada vez mais, para chegar nas Paralimpíadas", declarou a paratleta.     

Assim como Larissa, o técnico dela, Allan Basílio, está confiante de que a paraense consiga uma vaga nos Jogos de Paris 2024. Para o treinador, é muito gratificante ver a trajetória do atleta. 

“A Larissa já tem dois atributos para a melhoria e desenvolvimento no esporte: o dom e a vontade de treinar para ser melhor a cada dia. Ela é uma fonte de inspiração para os outros jovens que estão chegando com a nossa equipe. O melhor de tudo é ver esse time paralímpico desenvolver sua trajetória de vida para algo bom e diferente daquilo que a sociedade pensa. Estamos mostrando como somos capazes de fazer essa grande diferença”, disse o treinador.  

VEJA MAIS 

De olho na Paralimpíada, paraenses conquistam medalhas em Grand Prix de Judô no Cazaquistão
Thiego Marques e Larissa Oliveira conquistaram as medalhas de prata e bronze, respectivamente

Paraense disputa torneio com a Seleção de vôlei sentado e já pensa nas Paralimpíadas: ‘Maior sonho’
Paulo Cavalcanti foi convocado para integrar o time do Brasil no Torneio Holandes da modalidade, que ocorre em Assen, na Holanda

Na Seleção Brasileira, paratleta de basquete em cadeira de rodas sonha com vaga para as Paralimpíadas de Paris
Rildo Saldanha fez parte dos treinamentos do Brasil para a disputa da Copa América; paraense quer se firmar na equipe para fazer parte do ciclo paralímpico

A etapa do Cazaquistão foi a segunda das três programadas pela Federação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA, sigla em inglês). A primeira competição ocorreu na Turquia, em Antalya. 

Larissa não conseguiu participar da etapa da Turquia, mas estará firme na terceira parte do Grand Prix, que ocorrerá em São Paulo, entre os dias 2 e 3 de julho. 

“Essa competição foi muito importante porque ela já vale pontos para o ranking mundial para Paris 2024. Essa medalha de bronze já me coloca em uma boa posição”, ressaltou Larissa. 

Larissa no pódio com as outras atletas (Divulgação)

Thiego Marques também conquistou uma medalha na etapa do Cazaquistão. O paraense ficou com a prata na categoria - 60kg/J2 (atletas que conseguem definir imagens). Assim, os dois paraenses se colocam em ótimas posições por vagas nos jogos de Paris. 

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES