Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Após polêmica com disputa de cinturão interino do UFC, Deiveson Figueiredo muda tom e aceita a luta

Paraense não havia gostado da decisão da organização, mas agora, com um novo empresário, o lutador mudou o discurso

Aila Beatriz Inete

Após muita polêmica envolvendo Deiveson Figueiredo e a disputa de cinturão interino dos moscas, Daico decidiu mudar a postura e aceitar o combate. Atual campeão da categoria, o paraense ficou indignado com a decisão do UFC de colocar Brandon Moreno e Kai Kara-France para disputarem pelo título, mas agora, o “Deus da Guerra” disse que “está tudo bem”. 

“Essa luta vai acontecer no fim do mês. Estarei lá para acompanhar, para ver o campeão interino. Depois disso, em dezembro ou janeiro, vou encarar o vencedor”, declarou o paraense em entrevista ao “The Schmo”. 

VEJA MAIS 

Chateado com o UFC, Deiveson Figueiredo chama disputa de cinturão interino do moscas de ‘piada’
Brandon Moreno e Kai Kara-France lutam no dia 30 de julho pelo título da categoria

UFC anuncia disputa de título interino do mosca e Deiveson diz: ‘O dono do cinturão sou eu'
Brandon Moreno e Kai Kara-France vão lutar no dia 30 de julho, em Dallas, nos Estados Unidos, pelo cinturão interino da categoria

Deiveson Figueiredo fecha parceria e Urijah Faber é o nome empresário do paraense
Ex-lutador do UFC será responsável por negociar as lutas do campeão do peso-mosca

Deiveson recuperou o cinturão em janeiro deste ano após vencer Brandon Moreno. Após a luta, o paraense chegou a pedir um quarto combate contra o mexicano, no entanto, Daico foi alvo de vários comentários racistas por parte de torcedores do adversário e, por isso, desistiu de enfrenta-lo. O outro nome da lista era o neozelandês Kai Kara-France. 

Como o paraense se recupera de uma lesão nos dedos das mãos, o UFC decidiu que os dois possíveis desafiantes de Deiveson se enfrentarão pelo título interino no dia 30 de julho. Assim, Daico e o vencedor do combate farão a unificação dos cinturões depois. 

O paraense deu várias declarações criticando a decisão do Ultimate. Chegou a chamar o cinturão "plástico". Além disso, um dos motivos para o rompimento com o ex-empresário Wallid Ismail seria o fato do agente não ter comunicado da negociação da disputa. 

Agora, o campeão dos moscas é agenciado pela empresa VaynerSports e terá o ex-lutador Urijah Faber como empresário.

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES