Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

UFC anuncia disputa de título interino do mosca e Deiveson diz: ‘O dono do cinturão sou eu'

Brandon Moreno e Kai Kara-France vão lutar no dia 30 de julho, em Dallas, nos Estados Unidos, pelo cinturão interino da categoria

Aila Beatriz Inete

Com o paraense Deiveson Figueiredo lesionado, o UFC anunciou a disputa do cinturão interino do peso-mosca. O confronto será entre o mexicano Brandon Moreno e o neozelandês Kai Kara-France, no dia 30 de julho, em Dallas, nos Estados Unidos. No entanto, Daico, que é o atual campeão da categoria, não gostou da realização da luta e revelou que ficou chateado com o Ultimate por promover o confronto.  

“Pra mim é um cinturão de plástico, sem valor. O dono do cinturão sou eu. Como diz o Charles do Bronx, o dono do cinturão tem nome: é Deiveson Figueiredo, o Deus da Guerra. Eu vou estar presente nesta luta para ver essa brincadeira que estão fazendo. Isso é algo que me deixou um pouco chateado com o UFC, pois sou um cara que sempre dei show nas minhas lutas, sempre proporcionei coisas boas nos cards que me colocaram, declarou o lutador em entrevista ao site Combate

Deiveson está com uma lesão nos dedos das mãos por conta do combate contra Brandon Moreno em janeiro. Assim, o paraense não tinha condições de lutar em julho como o UFC queria, por isso, ele foi substituído. 

Moreno e Kara-France eram cotados para desafiar o campeão. Mas Deiveson preferia o neozelandês, o qual já havia desafiado. Segundo o paraense, após casos de racismo e trocas de farpas entre os dois, ele não tinha mais interesse em um quarto confronto contra o mexicano. 

VEJA MAIS 

Com o cinturão, paraense Deiveson Figueiredo mira próximo adversário
Lutador disse que gostaria de fazer uma quarta luta com Brandon Moreno, mas se o combate não acontecer já tem outro nome em mente

Paraense Deiveson Figueiredo deixa Moreno para trás e desafia Kai Kara-France para duelo no UFC
Lutador publicou nas redes sociais o interesse em lutar contra o neozelandês

Deus da Guerra x deus da treta! Campeão do UFC, Deiveson aceita 'desafio' de Bob Fllay para luta
Ainda não há data e local definidos e qual será o estilo do combate

Daico contou que já voltou a fazer a preparação física e que deve retornar em outubro, quando já terá um adversário definido. E para a sua próxima disputa, o paraense espera receber muito bem. 

“Quero receber uma bolsa que eu consiga me sentir bem, confortável. Que não seja um milhão, mas que o UFC possa me pagar acima de 600 mil dólares. Existem muitas lutas que posso escolher. Sou o dono do cinturão. Eles certamente vão querer forçar, mas tem outros caras. E como falei, se me pagarem bem, eu luto com esse racista safado [se referindo a Brandon Moreno], não tem problema. É um cara que não me oferece perigo. Eu sei como batê-lo”, afirmou Deiveson. 

Apesar disso, o paraense não acredita que Brandon será o seu próximo adversário. Na análise dele, Kara-France vencerá o combate. 

“Acho que o Kai Kara-France vai nocautear o Moreno. Certamente o Moreno vai querer usar do jiu-jítsu para levá-lo para baixo, mas se boxear, o Kai vai nocautear o Brandon”, opinou Daico. 

Evento

O UFC 277 terá na luta principal a revanche no peso-galo entra a brasileira Amanda Nunes e a norte-americana Juliana Peña. O paraense Rafael Alves também luta neste card. Além dele, Carlos Diego Ferreira e Paulo Borrachinha representam o Brasil.

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Fábio Will, repórter do Núcleo de Esportes)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES