Governo Lula detecta novos indícios de ataques em Brasília e outras capitais; STF é acionado

A mobilização tem sido chamada de “Mega Manifestação Nacional pela Retomada do Poder”. Todas as capitais devem aderir nesta quarta-feira (11)

Rayanne Bulhões

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) após novas ameaças de ataques em Brasília serem detectadas na noite desta terça-feira (10). O Governo Federal recebeu a informação de que teria mais uma manifestação programada ocorrer no espaço da Praça dos Três Poderes. As informações são da colunista Malu Gaspar, de O Globo.

O Telegram, segundo a Advocacia-Geral da União (AGU), é o principal canal de divulgação e alinhamentos dos protestos contra as federações. A mobilização tem sido chamada de “Mega Manifestação Nacional pela Retomada do Poder”. E pelo conteúdo, manifestantes radicais de todas as capitais devem aderir ao ato nesta quarta-feira (11), inclusive na Esplanada dos Ministérios, no Distrito Federal. 

VEJA MAIS

image Deputados bolsonaristas pedem garantia de direitos humanos a presos em Brasília
O documento foi elaborado pela deputada federal Carla Zambelli e enviado à Defensoria Pública Federal e ao Ministério dos Direitos Humanos


image Anderson Torres diz que vai voltar ao Brasil e se entregar à Justiça após prisão decretada
Ele é acusado de omissão nos ataques e depredação a prédios dos três poderes em Brasília


image PF libera 599 por 'questões humanitárias' e divulga nome de 277 encarcerados; veja lista
Órgão mantém 527 presos após atos terroristas


image Jair Bolsonaro, Ibaneis e Anderson Torres podem ter bens bloqueados para pagar prejuízo em Brasília
Tribunal de Contas da União recebeu pedido do MP para bloquear bens

Em nota, a AGU afirma que “se observa nova tentativa de ameaça ao Estado democrático de Direito, o qual deve ser salvaguardado e protegido, evitando-se para tanto o abuso do direito de reunião, utilizado como ilegal e inconstitucional invólucro para verdadeiros atos atentatórios ao Estado democrático de Direito", alerta.

image Decreto legislativo que aprova intervenção federal na Segurança do DF é publicado
Medida foi aprovada nesta terça-feira (10) no Senado


image Idosa cai em golpe de fiança após marido participar dos atos extremistas em Brasília
Suposto delegado da Polícia Federal pediu uma quantia em dinheiro para pagamento de fiança de marido que teria sido preso em Brasília, após participação nos atos extremistas que ocorreram na capital federal


image Polícia prende dois vândalos, um dos quais flagrado sobre mesa no Palácio do Planalto
Suspeitos foram identificados e detidos um dia após invasão


image Mourão defende manifestantes, critica governo Lula e pede 'direitos humanos'
O senador eleito pelo Rio Grande do Sul defendeu manifestantes presos durante a remoção dos suspeitos de invadir os prédios dos Três Poderes no domingo, em Brasília

De acordo com o documento enviado pela AGU, foram identificados cinco grupos de radicais. A expectativa da instituição é que os responsáveis sejam identificados e que o Supremo, por meio do ministro Alexandre de Moraes, possa bloquear as contas dos usuários envolvidos. A instiuição caracterizou o caso como uma “nova ameaça ao Estado democrático de Direito”.

Ainda sobre os atos do último domingo (8), a Advocacia Geral da União afirmou ao STF que “o mundo, estarrecido, assistiu à tentativa de completa destruição do patrimônio material e imaterial, além de todos o simbolismo que carregam das instituições democráticas. Estas resistiram e se fortaleceram. O patrimônio será reparado, infelizmente, à custa de todo o erário”, sustenta o órgão.

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL