Anderson Torres diz que vai voltar ao Brasil e se entregar à Justiça após prisão decretada

Ele é acusado de omissão nos ataques e depredação a prédios dos três poderes em Brasília

O Liberal
fonte

Após ter a prisão decretada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, declarou, por meio do Twitter, que vai interromper as férias, voltar ao Brasil e se entregar à Justiça. Ele é acusado de omissão nos ataques e depredação a prédios dos três poderes em Brasília no último domingo (8). O pedido foi feito pela Polícia Federal. As informações são do G1 Nacional.

"Hoje (10/01), recebi notícia de que o Min Alexandre de Moraes do STF determinou minha prisão e autorizou busca em minha residência. Tomei a decisão de interromper minhas férias e retornar ao Brasil. Irei me apresentar à justiça e cuidar da minha defesa", declarou Torres.

"Sempre pautei minhas ações pela ética e pela legalidade. Acredito na justiça brasileira e na força das instituições. Estou certo de que a verdade prevalecerá", acrescentou ainda.

Anderson Torres está de férias em Orlando, nos Estados Unidos, mesma cidade onde está o ex-presidente Jair Bolsonaro.

VEJA MAIS

image Jair Bolsonaro, Ibaneis e Anderson Torres podem ter bens bloqueados para pagar prejuízo em Brasília
Tribunal de Contas da União recebeu pedido do MP para bloquear bens

image Alexandre de Moraes ordena prisão do ex-ministro Anderson Torres
Polícia Federal cumpre mandado na casa do suspeito na tarde desta terça (10)

image AGU pede ao STF prisão em flagrante de Anderson Torres e radicais envolvidos
O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), já havia determinada a exoneração de Anderson Torres neste domingo (8)

Quem é Anderson Torres?

Anderson Torres foi ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro. Antes, ele havia sido secretário de Segurança Pública do DF entre 2019 e 2021.

Após deixar o cargo de ministro, ele reassumiu a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. Torres foi exanorado após os ataques em Brasília pelo governador Ibaneis Rocha que, por sua vez, foi afastado do cargo durante 90 dias por ordem de Moraes. O ministro entendeu que houve omissão das autoridades do DF nos atentados.

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL