Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Feirantes estão na expectativas sobre obras no mercado da Terra Firme

Para realizar esses trabalhos, Semob interditou um trecho da avenida Celso Malcher

Dilson Pimentel

Para realizar a obra de requalificação e revitalização do mercado da Terra Firme, a Prefeitura de Belém interditou um trecho da avenida Celso Malcher. A interdição começou no dia 22 deste mês, uma sexta-feira, e ocorre no trecho entre as ruas 24 de Dezembro e São Domingos. A interdição ocorrerá até o dia 17 de janeiro de 2023.

E os feirantes estão na expectativa da realização das obras e, principalmente, sobre os resultados desses trabalhos. Marinildo Souza, de 28 anos, disse que a interdição não está atrapalhando as vendas dos feirantes. Trabalhando há quatro anos no local, onde vende frutas, ele disse que a expectativa é de que as obras melhorem a vida dos trabalhadores e, também, dos consumidores. “Depois da reforma, vão mexer na Celso Malcher, vão ajeitar a rua”, disse.

VEJA MAIS

Feiras provisórias começam a ser construídas no Guamá, mas alternativa não atende a expectativas
O Mercado da Farinha e o Complexo do Guamá passarão por reformas e os trabalhadores terão que ser realocados para continuar os serviços

Farinha faz bem? Entenda mais sobre o alimento da cultura do Pará e veja como fazer caribé
Diferente da farinha lactea, da farinha de trigo, farinha de amendoas e farinha de arroz, a farinha de mandioca tem propriedades específicas que entraram na tradição do Pará

Belém recebe feira de produtos de verão
Lançamentos e tendências em roupas de praia e acessórios são destaque em evento que ocorre até 10 de julho

Vendedor de frutas, Antônio Andrade tem 66 anos de idade e trabalha na feira há 40. Ele também afirmou que a interdição da avenida não prejudicou suas vendas. Antônio disse que as vendas estão fracas porque, de férias, muita gente está viajando. Ele também afirmou que a torcida é para que, terminada a reforma do mercado, sejam padronizadas as barracas dos feirantes.

Vendendo verduras e legumes, Lúcia Helena Souza, 63, trabalha há 40 anos na feira. Ela acredita que, quando a obra terminar, os feirantes serão remanejados para dentro do mercado, saindo, assim, da rua. Lúcia disse que, por enquanto, as vendas não foram afetadas pela interdição da avenida Celso Malcher.

A obra de requalificação e revitalização do mercado da Terra Firme é uma iniciativa da Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Economia (Secon), em convênio com o Governo do Estado. Pelo projeto, o prazo de execução dos serviços é de oito meses e toda a obra está orçada no valor de R$ 3.119.683,35.

Com a reforma, a avenida Celso Malcher precisou ter tráfego de veículos interrompido (Ivan Duarte / O Liberal)

Secon

Em nota, a Secretaria Municipal de Economia (Secon) informou que, conforme acordado com os feirantes nas audiências públicas, serão montadas feiras provisórias, com o objetivo de garantir a continuidade das atividades econômicas dos feirantes e do abastecimento da população durante as obras no Mercado da Terra Firme.

"A Secon ressalta, ainda, que a Prefeitura de Belém disponibilizará equipamentos padronizados para que os permissionários possam atuar de forma segura e dentro das regras sanitárias, priorizando espaços próximos aos mercados em reforma", detalhou a nota.

No caso do Mercado da Terra Firme, a feira provisória ficará na pista da Av. Celso Malcher, no trecho entre as ruas 24 de Dezembro e São Domingos, e abrigará, temporariamente, os 102 feirantes e 184 auxiliares que já atuam dentro do mercado, até a entrega do novo espaço. "A Secon informa também que o remanejamento desses trabalhadores inicia no próximo mês de agosto", acrescentou a nota.

Sobre os feirantes que já atuam nas calçadas da Av. Celso Malcher, a Secon ressaltou que as atividades vão continuar normalmente como atividade de feira livre, e que, após a entrega do novo mercado, o órgão irá realizar uma ação para reordenar os equipamentos dos feirantes da área externa. 

Desvios

No início da manhã de sexta-feira, 22,  a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) interditou a avenida Celso Malcher, no trecho entre as ruas 24 de Dezembro e São Domingos.

E, em função da interdição, as linhas de ônibus que trafegam nesse perímetro da Celso Malcher e que compõem o sistema de transporte público de passageiros, terão seus itinerários desviados da seguinte forma:

Linha 323 – Canudos – Pça. Amazonas fará:

Sentido Bairro – Centro: rua São Domingos, Av. Tucunduba, Rua da Olaria, rua Silva Rosado, a destino.
Sentido Centro – Bairro: rua Silva Rosado, rua da Olaria, Av. Tucunduba, rua São Domingos (até o Ponto Terminal).

Linha 324 – Canudos – Pte. Vargas fará:

Sentido Bairro – Centro: Av. Celso Malcher, rua São Domingos, Av. Tucunduba, rua da Olaria, rua Silva Rosado, a destino.
Sentido Centro – Bairro: rua Silva Rosado, rua da Olaria, Av. Tucunduba, rua São Domingos, Av. Celso Malcher (até o Ponto Terminal).

Linha 326 – Canudos II – Pça. Amazonas fará:

Sentido Bairro – Centro: Av. Tucunduba, rua da Olaria, rua Silva Rosado, a destino. 
Sentido Centro – Bairro: rua Silva Rosado, rua da Olaria, Av. Tucunduba (até o Ponto Terminal).

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM