Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Cotijuba é alternativa de verão barata e sem grandes aglomerações; veja como chegar

Tutorial em vídeo do estudante Caio Tavares de como chegar na ilha tem circulado nas redes sociais

O Liberal

O verão amazônico já é sinônimo de arrumar as malas e viajar para se refrescar nas praias de Mosqueiro e Salinas. Entretanto, pelo segundo ano seguido, a tradição esbarra nas preocupações decorrentes da crise sanitária diante da covid-19. Mas, tu sabias que é possível aproveitar o verão com belas praias longe das grandes aglomerações?

Uma das possibilidades é Cotijuba, uma das 42 ilhas que integram o Arquipélago de Belém. A dica é do estudante de Publicidade e Propaganda, Caio Tavares, que fez um tutorial no seu perfil no Instagram de como chegar até os 15 quilômetros de praias de água doce banhadas pelas Baías do Marajó e do Guajará da ilha.

Assista ao vídeo e veja como chegar em Cotijuba:

Segundo Caio, que já aproveitou o primeiro final de semana de julho com os amigos na ilha, na maioria das praias de Cotijuba não são vistas aglomerações de pessoas. A informação foi confirmada pela Prefeitura de Belém, que disse que o movimento foi reduzido no distrito na primeira semana do mês de férias.

“Entre as praias que já visitei, a do ‘Vai Quem Quer’ costuma ser a mais frequentada, por ser uma das mais conhecidas. Mas, a maioria delas são calmas. Se for pra citar algumas, eu diria a Praia da Flexeira, que é bem ampla, e a Praia Funda, que é quase particular, onde não se vê música alta nem nada que possa atrapalhar a paz”, garantiu.

Limpeza das praias e custos baixos da travessia foram outras vantagens relatadas pela turma (Reprodução/Arquivo Pessoal)

Além disso, uma outra vantagem vista por Caio e seus amigos na escolha de Cotijuba para a diversão, é a limpeza. Por serem menos frequentadas que os grandes destinos de julho, as praias de lá não concentram quantidades de lixos. “É muito difícil tu encontrares lixo jogado no chão, são praias bem limpinhas de maneira geral”, disse. 

Animais de estimação e verão: saiba quais as doenças mais comuns no período e como evitá-las É necessário manter uma série de cuidados com as altas temperaturas também com os bichinhos

Quando o assunto são os gastos da viagem, Cotijuba ganha mais um ponto. Isso porque, a travessia, feita pelo Porto de Icoaraci ou Porto do Ver-O-Peso, custa R$ 7,20 cada, aos sábados e domingos, e R$ 3,60 cada, de segunda a sexta-feira. Chegando na ilha, o transporte via moto não ultrapassa R$ 10 cada, até uma das praias. 

Mosqueiro e Outeiro têm reforço nas linhas de ônibus até agosto Aumento da frota se deve ao potencial aumento de movimentação no veraneio para essas áreas

Os restaurantes têm preços variáveis, mas uma alternativa é levar lanches prontos: “Para fazer uma viagem para Cotijuba tu consegues gastar menos de R$ 80, já incluindo transporte, almoço e bebidas. Porém, às vezes já levo meu almoço pronto de casa e como na praia mesmo, o que ajuda a poupar ainda mais os gastos”.

Detran registra 1.476 autuações no primeiro fim de semana de julho Em toda área de atuação no Estado, a infração de maior ocorrência foi a condução de motocicletas sem o uso do capacete

Além de fugir das aglomerações, é importante também manter o uso de máscara durante os trajetos e o álcool em gel continua indispensável na prevenção do novo coronavírus.

 

(Fernando Assunção, estagiário sob supervisão da jornalista Tainá Cavalcante)

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM