Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Animais de estimação e verão: saiba quais as doenças mais comuns no período e como evitá-las

É necessário manter uma série de cuidados com as altas temperaturas também com os bichinhos

O Liberal

O paraense já vem sentindo na pele, há mais de um mês, a mudança no clima, com temperaturas cada vez mais elevadas com a chegada do pico do verão amazônico. Apesar de a diversão ser garantida para quem vai se refrescar, durante as férias, nas praias do Estado, é sabido que é necessário manter uma série de cuidados no calor.

Mas e os animais de estimação? De que forma o verão influencia na saúde deles? Em entrevista à Rádio CBN Vitória, reproduzida pelo A Gazeta, a médica veterinária Tatiana Sacchi orientou para os cuidados que os tutores devem ter com os bichinhos. A especialista citou quais são as doenças mais comuns durante o verão e o que fazer para evitá-las. 

Confira:

Cães braquicefálicos

Os cães de focinho achatado como Shi-Tzu, Lhasa Apso, Boxer, Buldogue, gato Persa e outros, são mais suscetíveis ao calor, por terem dificuldade de respirar e ventilar, sendo mais suscetíveis à hipertermia. Evite locais fechados, com pouca ventilação ou muito quentes. 

Animais de pelagem branca

Animais de pelagem branca e curta, como o Pitbull, o Bull Terrier, Dogue Alemão, gatos brancos de pelo curto entre outros, são mais propensos às lesões de pele e o desenvolvimento de câncer. As áreas mais sensíveis e comumente afetadas são as pontas das orelhas, transição entre nariz e focinho, peito e barriga que podem começar a apresentar vermelhidão em excesso. Evite deixar esses animais no sol, principalmente nos períodos críticos, entre 10 da manhã e 4 da tarde. Passe protetor solar diariamente nas regiões mais sensíveis: orelhas, focinhos, nariz e peito caso ele goste de ficar deitado de barriga para cima tomando banho de sol. 

Verme do coração

Nas regiões litorâneas, é comum a dirofilariose, doença causada pelo “verme do coração”. Esse parasita é transmitido pela picada do mosquito e pode causar sérias complicações aos animais infestados. Por isso é importante fazer a prevenção com produtos indicados para esse fim. 

Leptospirose 

É importante evitar o contato dos cães com a água da chuva pois existe o risco da leptospirose, doença transmitida pelo contato com a urina do rato presente na água contaminada. 

Pulgas e carrapatos

Mantenha seu cão sempre protegido contra pulgas e carrapatos, pois além deles causarem desconforto e coceira, esses parasitas transmitem inúmeras doenças e no verão a sua proliferação acontece de forma muito mais rápida que no inverno, podendo haver infestação do ambiente.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ