Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Conheça os melhores lugares para pedalar em Belém no mês de julho

Representantes de grupos de ciclismo listam as melhores dicas para essa prática esportiva na capital

Vitória Reimão

Passeios ciclísticos são uma boa opção para quem quer aproveitar as férias de julho. Em Belém, há locais em que essa atividade esportiva pode ser praticada com conforto e segurança, como no Parque Estadual do Utinga, na Universidade Federal do Pará (UFPA) e Portal da Amazônia. Coletivos de ciclistas apontam algumas opções para quem quer aproveitar o veraneio, com a capital mais vazia, para pedalar ou até mesmo aprender a andar de bike.

O Parque Estadual do Utinga é um dos locais recomendados por Arnaldo Villar, coordenador da União dos Coordenadores de Bike do Pará (UCBPA). A localidade possui bicicletas para aluguel e via com paralelepípedos, com três quilômetros de extensão. “É um belo lugar para quem curte belezas naturais e realizar passeios ciclísticos”, disse.

Villar também indica espaços para quem quer realizar atividade nas ruas de Belém. “Na avenida Duque de Caxias existe uma ciclovia, desde a avenida Júlio Cesar até a igreja de Fátima. Já na avenida Visconde de Souza Franco (Doca), existem malhas de ciclofaixas com 5,5 km de trajeto”, indicou. 

Outro espaço recomendado é a malha cicloviária do Portal da Amazônia, onde recentemente uma nova ciclofaixa foi disponibilizada para os ciclistas. De acordo com o portal da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), a capital possui 43 vias com malha cicloviária, cuja extensão chega a 128 quilômetros.

Arnaldo Villar ressalta a importância dos ciclistas terem base sobre legislação de trânsito e recomenda que os interessados procurem obter os equipamentos necessários: luvas, capacetes, óculos, camisas de ciclismo, buzinas e sapatos específicos para ação. “É necessário respeitar os pedestres, assim como não transitar ou pedalar nas faixas dos passantes e também não passar em sinal vermelho”, orientou. 

Já para os iniciantes que desejam aprender a pedalar no trânsito da cidade, o coordenador da UCBPA recomendou que os novos ciclistas tenham auxílio dos veteranos da atividade, como forma de ter segurança no trânsito e as devidas orientações.

“Pedalar sozinho ou em grupo sempre requer atenção aos pedestres e carros. Por isso, ressalto a importância da educação no trânsito e do conhecimento da legislação”, concluiu Arnaldo Villar.

VEJA MAIS

Meio ambiente é celebrado sobre duas rodas em Belém
Passeio alusivo ao Dia Mundial do Meio Ambiente reúne ciclistas em percurso até o Hangar

Dia Mundial da Bicicleta: segurança e sustentabilidade são temas recorrentes entre ciclistas
Segundo o Detran-PA, de janeiro a novembro de 2021, o número de acidentes envolvendo ciclistas chegou a quase 500 casos

Dia Mundial da Bicicleta mobiliza ciclistas em ações sociais; confira
O objetivo é promover fazer o bem à pessoas em situação de rua que necessitam de cuidados

Belém é uma cidade favorável para pedalar 

Daniele Queiroz, cicloativista e membra do Coletivo ParáCiclo, a cidade de Belém é muito favorável para pedalar por ser plana e ter trajetos históricos como diferencial. “A Universidade Federal do Pará (UFPA) é um ambiente bom para praticar a atividade, devido ao seu trânsito tranquilo, ciclofaixa e vistas privilegiadas da Baía do Guajará", afirmou.

Já para os dedicados em treino, Daniele recomenda um percurso para veteranos, por ser ao longo de uma via com fluxo mais intenso de automóveis.

“Minha dica é fazer um passeio com distância maior saindo de São Brás pela avenida João Paulo II e indo até o viaduto da BR-316. Esta rota oferece a experiência de pedalar em ciclofaixa e ciclovia e a estrutura é recomendada para quem quer treinar um pouco mais pesado e numa velocidade maior. Pedale! Pegue sua magrela e experimente a cidade. Não espere ter a melhor bicicleta, a melhor roupa ou melhor sapato. O ato de pedalar precisa ser desmistificado. Pedalar é liberdade, leveza, felicidade, não precisa estar condicionado ao consumismo”, sugeriu. 

Para Daniele, qualquer lugar pode seguro para os ciclistas. Basta que os condutores respeitem o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). “Os motoristas também devem fazer a sua parte em obedecer o artigo 201, guardando distância de segurança de 1,5 m ao ultrapassar o ciclista”, concluiu. 

(Vitória Reimão, estagiária sob a supervisão do coordenador do Núcleo de Atualidades, Victor Furtado)

Palavras-chave

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM