Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Uepa aciona Procuradoria Jurídica para tratar sobre professor que indagou aluna sobre estupro

A instituição informou que repudia qualquer tipo de prática dessa natureza e reforçou que esta não representa a posição da instituição

O Liberal

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) também se manifestou, na tarde desta sexta-feira, 26, a respeito do caso em que o professor Marcus Vinícius indagou uma aluna do quinto semestre de medicina de uma instituição privada de Belém sobre como ela reagiria em uma situação de estupro.

VEJA MAIS

VÍDEO: 'Quando for estuprada vai ser no seco?', indagou professor de medicina a uma aluna paraense O vídeo viralizou nas redes sociais na noite desta quinta-feira (25)

Instituição demite professor de medicina após fala sobre estupro A informação foi publicada no site oficial do centro universitário

Conselho Regional de Medicina instaura procedimento contra professor após fala sobre estupro O professor atua no Centro Universitário Metropolitano da Amazônia (Unifamaz) e na Universidade do Estado do Pará (Uepa)

Estudantes fazem ato em faculdade após professor ofender aluna falando sobre estupro Manifestação cobra providências da instituição por comportamento de um professor que também é da Uepa e da UFPA

UFPA aciona Procuradoria Geral sobre caso de professor de medicina que indagou aluna sobre estupro Instituição disse, ainda, que repudia a conduta do docente

A Uepa informou que repudia qualquer tipo de prática dessa natureza e reforçou que esta não representa a posição da Universidade. "A Uepa se solidariza com a aluna e acompanha o caso, ocorrido em outra instituição de ensino superior", diz a Universidade.

“Por fim, a Uepa repassou o caso à sua Procuradoria Jurídica (Projur), que está tomando providências”, finaliza o comunicado da instituição.

A reportagem de O Liberal segue tentando contato com o professor Marcus Vinícius para ouvir a sua versão sobre o caso.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA