CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
logo jornal amazonia

PF desativa garimpo ilegal de manganês em terra indígena do Pará

Atividade era realizada no município de Cumaru do Norte, sudeste do estado. Diversos materiais usados durante os trabalhos foram apreendidos

O Liberal
fonte

Um garimpo ilegal na Terra Indígena (TI) Kayapó, localizada em Cumaru do Norte, cidade do sudeste do Pará, foi fechado pela Polícia Federal (PF) durante uma operação nesta sexta-feira (05). Os agentes apreenderam e inutilizaram diversos materiais usados durante os trabalhos, como escavadeiras hidráulicas, um motor, um britador, um caminhão e uma retroescavadeira.

Dois trabalhadores foram encontrados e ouvidos no local. Os demais fugiram para o mato. A PF colheu informações sobre os responsáveis, que serão investigados e responsabilizados pelos crimes.

VEJA MAIS

image Operação da PRF e PM prende 28 pessoas e apreende 597 m³ de madeira ilegal no Pará
A ação teve como foco a intensificação da fiscalização do transporte de produtos florestais nas rodovias federais e estaduais do estado, visando reprimir a prática de crimes ambientais na região

image PF prende uma pessoa em ação contra desmatamento similar a mais de 15 mil campos de futebol no Pará
Ainda de acordo com a polícia, a maior parte da área que foi desmatada ilegalmente posteriormente foi queimada

image Amazônia e Pará registram queda de mais de 60% no desmatamento nos dois últimos anos, diz MapBiomas
Também na Amazônia, houve redução de desmatamento em todos os estados, exceto no Amapá

As ações fazem parte dos preparativos para a desintrusão da T.I. Kaiapó, determinada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Oeste do Pará

No oeste do Pará, os agentes da PF também deflagraram uma operação contra o garimpo ilegal. O esquema, realizado entre 19 de junho a 03 de julho em Itaituba, foi em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e reprimiu, ainda, o desmatamento na Amazônia. 

Durante a execução da operação, diversos equipamentos utilizados para o garimpo ilegal e o desmatamento foram apreendidos e inutilizados, incluindo 28 motores estacionários, 13 escavadeiras hidráulicas (PCs), 14 dragas, 03 caminhões, 01 motocicleta, 05 geradores e estruturas de apoio aos ilícitos, além da lavratura de diversos autos de infração. Os prejuízos causados ao crime foram avaliados na ordem de 14 milhões de reais.

Segundo a PF, as ações conjuntas representam avanços significativos na luta contra o garimpo ilegal e na proteção do meio ambiente no oeste do Pará, evidenciando que a união de esforços entre diferentes órgãos e instituições é fundamental para enfrentar os desafios ambientais do Brasil.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA