Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Operação no Complexo do Alemão: Polícia identifica 'Esquilo Doido', foragido do Pará baleado no RJ

Conhecido como “matador de policiais” no Pará e com mandado de prisão em aberto, Hideraldo Alves deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão com a identificação falsa de Adriano Castro Pires

O Liberal

Hideraldo Alves, mais conhecido como "Esquilo Doido" ou "Skilo Doido", de 26 anos, é o foragido da Justiça do Pará que foi baleado nas pernas nesta quinta-feira (21), durante a operação das polícias Militar e Civil que resultou em 18 mortes, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, para combater o roubo de veículos, de carga e a bancos. Durante coletiva sobre a ação, a polícia afirmou que investiga se o homem tem relação ao roubo a uma joalheria em um shopping de luxo no início do mês.

VEJA MAIS

Sobe para 18 número de mortos na operação em que paraense foragido foi baleado no Alemão
Hideraldo Alves é foragido da Justiça do Pará, foi baleado e levado para UPA do Alemão, na Zona Norte do Rio

Operação no Complexo do Alemão: 'matador de policiais' procurado no Pará é baleado no RJ
Cerca de 400 agentes das polícias Civil e Militar participaram da ação nesta quinta-feira (21). Até o momento, foi confirmada a morte de pelo menos cinco pessoas

Conhecido como “matador de policiais” no Pará e com mandado de prisão em aberto, Hideraldo Alves deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão com a identificação falsa de Adriano Castro Pires. Ele foi transferido para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, onde passou por um procedimento cirúrgico e está sob custódia de policiais militares.

De acordo com a Polícia Militar do Rio, por meio de publicação no Twitter, ao longo do dia, 43 motocicletas que seriam utilizadas para causar distúrbios nas vias daquela região, visando desmobilizar as ações policiais e propiciar a fuga de criminosos, foram apreendidas. 

Também foi apreendido um fuzil metralhador .50, que foi utilizado para tentar derrubar as aeronaves durante as ações de hoje, além de mais quatro fuzis cal. 7.62, duas pistolas e 56 artefatos explosivos que seriam empregados contra as equipes.

Tiros são disparados contra helicóptero da PM durante operação no Complexo do Alemão; veja
Houve intenso tiroteio entre militares e traficantes na região; quatro mortes já foram confirmas

Polícias Civil e Militar fazem operação no Complexo do Alemão; 3 pessoas morreram
Entre os mortos, está um policial militar

Na Rua Canitar, no interior do Complexo, foram encontrados diversos fardamentos e artigos militares iguais aos empregados pela tropas especiais das polícias do RJ, todos utilizados comumente pelos criminosos locais. 

As ações de cerco se estenderam às localidades vizinhas e, na Comunidade da Galinha, em Inhaúma, quatro criminosos que tentavam fugir do Complexo do Alemão foram presos.

"Um quinto criminoso, apelidado de Esquilo, oriundo do Estado do Pará e conhecido por realizar ataques armados contra policiais, foi preso ferido no Hospital Getúlio Vargas, tendo apresentado inclusive identificação falsa para tentar escapar", acrescentou a PM do RJ, por meio de mais um tweet.

"Vale ressaltar que a operação teve como objetivo desarticular um grupo criminoso responsável por uma extensa quantidade de roubos de veículos, cargas e combustíveis na Capital e na Baixada, além de tentar realizar roubos a agências bancárias no interior do Estado", detalhou a PM.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA