Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Morre policial penal vítima de atentado no bairro da Pratinha, em Belém

Breno Cabral Pinheiro levou vários tiros quando andava no bairro em que mora a mãe dele, em Belém

O Liberal

O policial penal Breno Cabral Pinheiro alvo de um atentado no último dia 5 de maio, morreu na noite desta quarta-feira (18). A morte foi confirmada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Breno era lotado na unidade da Seap, em Marabá, e teria vindo à capital paraense, de folga, para passar o Dias das Mães, (Domingo, dia 8), com a mãe dele. No entanto, enquanto andava a pé na Pratinha, próxima à casa da família dele, um carro se aproximou, homens desceram e dispararam diversas vezes contra ele.

VEJA MAIS

Policial penal é baleado em Belém
Breno Cabral Pinheiro, lotado na Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Pará (Seap), foi encaminhado para o Hospital Metropolitano

Investigador da Polícia Civil morre após ser baleado; Policial penal também foi alvo de ataque
A vítima fatal é o policial civil Hélio Solandro da Silva Castro, 49 anos; o sobrevivente é o policial penal Breno Cabral Pinheiro

A princípio, ele foi levado para a Unidade de Saúde do Tapanã. Em seguida, foi transferido para o Metropolitano. "Ele saiu daqui consciente", disseram funcionários da unidade de saúde, que preferiram não ser identificados, na ocasião. O servidor morreu na noite desta quarta-feira, após 13 dias internado.

A Seap presta assistência à família e a Polícia Civil investiga o caso.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA