logo jornal amazonia

Maranhense acusado de homicídio é preso dentro de avião no Aeroporto de Belém

O passageiro partiu de Goiânia rumo a Manaus e foi detido durante conexão na capital paraense

O Liberal
fonte

Um passageiro foi preso ainda dentro do avião, após a aterrissagem de conexão no Aeroporto Internacional de Belém, na segunda-feira (9). Ele responde pelos crimes de homicídio mediante pagamento ou promessa e disparo de arma de fogo. O mandado de prisão foi expedido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão e cumprido pela Polícia Federal do Pará.

VEJA MAIS

image Jogador francês é preso em aeroporto de Paris com mais de 100 quilos de cocaína
Jean Manuel Nédra, jogador do Aiglon du Lamentin estava com a namorada quando foram detidos ao retornarem à capital francesa

image Acusado de estupro de vulnerável é preso no Aeroporto Internacional de Belém
Morador de Abaetetuba, o homem era procurado pela Justiça desde 2019

image Foragido por violência doméstica é preso no Aeroporto Internacional de Belém
Na época do crime, o acusado era morador de Macapá. O mandado de prisão preventiva foi expedido em 2018 pela Justiça Estadual do Amapá

O voo vinha de Goiânia (GO) com destino final a Manaus (AM). O alvo, natural do Maranhão, que não teve a identidade divulgada, foi abordado ainda dentro da aeronave, logo após a aterrissagem de conexão em Belém, por volta das 11h30. O acusado foi encaminhado ao sistema prisional paraense. 

Com ele foram apreendidos um aparelho celular e R$ 1,4 mil em espécie, além de cordões com pepitas de ouro em estado bruto que foram encaminhados à Delegacia de Combate a Crimes Ambientais. A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar a origem dos objetos apreendidos. Se condenado, ele pode ter até 20 anos de prisão.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA