#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end
logo jornal amazonia

Irmãs adolescentes são mortas a tiros no sudoeste do Pará; uma delas estava grávida

Duplo homicídio foi registrado na madrugada desta segunda-feira (15), em Pacajá

O Liberal
fonte

Duas irmãs foram mortas a tiros na madrugada desta segunda-feira (15), em Pacajá, no sudoeste paraense. As vítimas foram identificadas como Rosiane Marinho Lima, de 14 anos, e Aliny Marinho Lima, de 17 - esta última, grávida, com seis meses de gestação. O duplo homicídio abalou a cidade do interior do Pará.

A polícia foi acionada por volta de 01h40, após receber denúncias de moradores de que disparos teriam sido ouvidos na rua Princesa Izabel, no bairro Alto Bonito. Ao chegar no local, a PM se deparou com as jovens mortas em via pública, ambas vítimas de tiros fatais.

VEJA MAIS

image Acusado de estupro é encontrado morto com três tiros na cabeça dentro de carro em Pacajá
Até o momento, não se sabe a motivação do homicídio e se ele pode estar relacionado com a passagem criminal da vítima

image Fortes chuvas derrubam duas pontes de madeira em Pacajá, no Pará
Devido ao acidente, muitos alunos não podem ir para a escola. A Defesa Civil Municipal já fez o levantamento dos danos

image PM mata três suspeitos de tráfico em Pacajá; outras três pessoas podem ter fugido
Os policiais receberam uma denúncia de tráfico e de um grupo de seis pessoas armadas na cidade que fica no sudoeste do Pará

Informações colhidas pelas polícia junto a testemunhas apontam que as vítimas caminhavam pela via, quando dois suspeitos apareceram em uma otocicleta e efetuaram disparos contra as adolescente. Uma terceira pessoa que estava com elas ainda conseguiu fugir correndo. 

Uma das linhas de investigação é de que o crime se trata de feminicídio, já que um dos suspeitos teria algum tipo de relação com uma das vítimas. As duas jovens eram estudantes da Escola Municipal Pacajá, que suspendeu as aulas devido ao ocorrido.

A Polícia Civil instaurou um inquérito policial com o objetivo de identificar a autoria do crime esclarecer a motivação. Quaisquer informações que possam ajudar no trabalho da polícia devem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA