logo jornal amazonia

Homem é confundido e morto a tiros por engano em Parauapebas

O assassino achou que a vítima era alguém que anteriormente o impediu de agredir as próprias filhas

O Liberal

Um ato de vingança errou o alvo e acabou vitimando um homem inocente na última segunda-feira, 21, em Parauapebas, sudeste do Pará. Deyvison Charles Rios da Silva foi morto ao ser confundido com outra pessoa pelo suspeito conhecido pelo prenome Valmir. O assassino buscava se vingar de outro homem que teria intervido quando Valmir tentou agredir suas próprias filhas. Com informações de O Impacto.

O crime aconteceu na madrugada, por volta de 1h40, na rua Jerusalém, em Palmares II, zona rural de Parauapebas. Segundo informações da família e da Polícia Civil ao site do interior, Valmir teria se envolvido em um desentendimento com um homem não identificado, que mais cedo teria o impedido de agredir as duas filhas. Irritado, Valmir planejou a morte da pessoa.

VEJA MAIS

Motociclista é morto a tiros em rotatória de Altamira, no sudoeste do Pará
Uma pequena quantidade de droga foi encontrada no pedal da moto

Homem é preso em flagrante por estuprar criança de 4 anos em São Félix do Xingu
O caso foi denunciado pela mãe da criança

Ex-militar é condenado a 16 anos de prisão em regime fechado por feminicídio em Belém
O crime ocorreu em 8 de agosto de 2021, por volta das 22h, na residência do casal, localizada na passagem Quintanilha, Parque Verde, no bairro do Tenoné

Na madrugada, de posse de uma arma de fogo, Valmir teria voltado ao local da discussão e desferido disparos contra um homem. Só depois descobriu não se tratar do desafeto, mas de outra pessoa, que não estava envolvida na confusão - Deyvison Charles Rios da Silva.

Depois do homicídio, Valmir voltou para casa, onde teria declarado ter “feito besteira” e afirmado que fugiria da cidade. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e apenas preservou o local do crime para a posterior remoção. A vítima morreu no local. O caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA