logo jornal amazonia

Duas pessoas em situação de rua são mortas a tiros por dupla de moto em Castanhal; vídeo

Caso ocorreu na madrugada, próximo à feira da Ceasa. Horas antes, uma das vítimas estava cantando com um grupo religioso que entrega marmitas

Victor Furtado

Dois homens que estavam em situação de rua foram mortos a tiros, na madrugada deste domingo (23), em Castanhal, nordeste do Pará. As vítimas ainda não foram formalmente identificadas. A principal suspeita da Polícia Civil, que investiga o duplo homicídio, é de que duas pessoas em uma moto foram os autores dos disparos contra as vítimas, que morreram na hora. As duas pessoas estavam dormindo em calçadas de lojas da feira da Ceasa. 

VEJA MAIS

Homem foi morto a tiros enquanto bebia com amigos em Parauapebas
Vítima foi identificada como Donilson Miranda. O assassinato aconteceu na noite de quinta-feira, 20, no Bairro da Paz

Empresário é executado com tiros na cabeça, dentro do próprio estabelecimento, em Altamira
Outra pessoa, que seria funcionária do estabelecimento, também teria sido atingida pelos disparos na perna

Adolescente de 16 anos é assassinado a tiros enquanto tomava refrigerante em praça de Marituba
Depois de ser baleado, o garoto caiu do banco que estava sentado na noite desta quinta-feira (20) e morreu no local

Nas redes sociais, pessoas de uma igreja, que costumam fazer ações solidárias para quem está em situação de vulnerabilidade, apontam que eles haviam recebido alimentos e até roupas horas antes de serem mortos. Em um vídeo, uma das vítimas aparece cantando a música "Raridade", do cantor gospel Anderson Freire. A letra da música fala em como as pessoas são preciosas como são e ainda que não tenham sido notadas pelo mundo, foram notadas e são valiosas para Deus. Assista:

Por nota, a Polícia Civil informa que o caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Castanhal, que trabalha com todas as hipóteses para o crime a princípio. "A Polícia Científica foi acionada para realização dos procedimentos cabíveis. Diligências estão sendo realizadas para coletar maiores informações e identificar a autoria do crime", diz o comunicado.

Denuncie

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA