Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Cantor Jorge Moraes: amigos e fãs lamentam morte do artista em Belém

Pelas redes sociais, diversas pessoas lamentaram a morte do artista. Ele foi assassinado a tiros no final da tarde de quinta-feira (4), no bairro do Jurunas

O Liberal

Diversas pessoas lamentaram nas redes sociais a morte do cantor Josenilton Cunha Pestana, de 38 anos, conhecido artisticamente de Jorge Moraes, assassinado a tiros no final da tarde de quinta-feira (4), dentro de casa. O caso aconteceu na rua dos Pariquis, bairro do Jurunas, em Belém.

Em publicação de luto, um homem disse que a missão de Jorge foi cumprida na Terra. “Você esteve no meu aniversário. No boteco da princesa lembro das suas brincadeiras. Sua missão foi cumprida aqui na Terra. Que Deus te receba de braços abertos, meu astro Jorge Moraes”, compartilhou um homem

VEJA MAIS

Cantor Jorge Moraes é morto a tiros dentro de casa, no Jurunas
O cantor foi alvejado no fim da tarde desta quinta-feira, 4, na rua dos Pariquis, esquina com a Monte Alegre. Ainda não há informações sobre a autoria do crime

Cortejo em homenagem à cantora Cleide Moraes percorre quatro bairros esta manhã
Carreata pela ruas de Belém faz o trajeto do Rancho até o cemitério São Jorge, onde ela será enterrada

Música paraense invade a noite de Lisboa
Show de Os Amantes e Lucas Estrela agitou público na famosa Pink Street

Num vídeo, Jorge aparece se divertindo descontraidamente durante uma festa com outros amigos. O cantor ri bastante enquanto dança.

Um outro colega do cantor contou que se sentir saudades das diversões que tinham juntos. “Vou sentir saudades de você. Foi uma honra ter trabalhado e aprendido muitas coisas com você. Luto por um amigo”, publicou outro amigo da vítima.

Em um outro post o radialista Fabricio Andrade afirmou que o caso foi covardia pela morte de Josenilton. “A música paraense está de luto”, disse. Uma mulher comentou que o artista tinha participado da festa do filho. “Estou sem chão com essa notícia. Ele fez um show no aniversário de 15 anos do meu filho. Foi agora em julho”, expos a internauta.

Investigação da polícia

De acordo com o delegado David Silveira, da Divisão de Homicídios, a Polícia Civil irá trabalhar com duas linhas de investigação: crime passional ou algum tipo de dívida que o artista pudesse ter. O celular de Jorge foi apreendido, para que a PC tenha acesso a conversas que possam ajudar a elucidar o caso. No local do crime, os policiais ouviram familiares de Jorge. Segundo a polícia, ele não vinha sofrendo nenhum tipo de ameaça.

Em nova nota divulgada à redação integrada de O Liberal às 10h, a PC informou apenas que o caso está sendo investigado por meio da Divisão de Homicídios (DH). “Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso ocorrido no bairro do Jurunas, em Belém. Diligências estão sendo conduzidas a fim de levantar informações sobre a motivação e autoria do crime”, afirma o posicionamento da PC sobre o caso.

Relacionamento de Jorge Moraes

Os parentes relataram que Jorge teve um relacionamento de 12 anos com uma mulher, que também é cantora. Os dois já haviam terminado há bastante tempo, mas continuavam amigos e parceiros de shows. Atualmente, o cantor estava namorando uma outra mulher há cerca de três meses. Ela chegou à casa do artista momentos depois do crime e estava bastante abalada.

A polícia vai apurar se o assassinato de Jorge tem ligação com um desses dois relacionamentos. Vizinhos do artista chegaram a afirmar que o assassino pode ser o ex-marido da mulher com quem ele viveu por 12 anos. Também levantou-se a possibilidade do suspeito ser o ex-marido da mulher com quem Jorge estava se relacionando nos últimos meses. Nenhuma dessas hipóteses foi confirmada pelo delegado David Silveira, mas elas deverão ser levadas em consideração durante as investigações.

Artistas lamentaram a morte de Jorge Moraes

Uma das artistas que lamentou a morte de Jorge Moraes foi a cantora Brenda Moraes, filha da também cantora Cleide Moraes, morta em um acidente no dia 26 de julho de 2020, na rodovia PA-391, estrada que dá acesso a Mosqueiro, distrito de Belém. Em um áudio enviado à imprensa, logo após o crime, Brenda esclareceu ainda que Jorge não fazia parte da família Moraes.

“No momento eu estou muito abalada. O Jorge Moraes é nosso amigo. Já tocamos várias vezes com ele. Ele não tem nenhum parentesco comigo, Brenda Moraes, e nem com a minha mãe, Cleide Moraes. É uma tragédia o que aconteceu. Nós estamos muito tristes”, lamentou Brenda Moraes.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA