Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mulher é baleada por policial penal em Marituba

Agente alega legítima defesa e aguarda audiência de custódia

Daleth Oliveira

Um acidente de trânsito terminou com uma mulher baleada em Marituba, na manhã deste domingo (26). O autor do disparo, um policial penal que estava à paisana com a esposa, alegou legítima defesa. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) informou que o servidor terá sua conduta apurada pela Corregedoria do órgão.

Tudo começou com a colisão entre um carro particular, onde estava o agente identificado como Cosmo Ivan da Silva, e uma moto na avenida Fernando Guilhon, próximo à Praça Matriz do município da Região Metropolitana de Belém. Ele teria descido do carro para conversar com outro casal envolvido na batida quando a discussão acalorada começou.

O presidente do Sindicato dos Policiais Penais, Demetrius Lemos, informou que Cosmo agiu para defender a esposa que estava sendo agredida pelos envolvidos no acidente. “Além do casal, outras pessoas embriagadas se aproximaram para atacar o policial e sua companheira. Haviam mais de dez pessoas em cima deles, então o policial disparou sua arma apenas para dispersar o grupo, não foi com intenção de machucar ninguém”, relatou. 

VEJA MAIS 

Criança de um ano é atingida por tiro enquanto brincava em cama elástica
Bebê está em estado grave

Jovem de 18 anos morre com tiro acidental ao ajudar tio a abater porco
O caso foi registrado pela Polícia Militar na última sexta-feira (17/06), em Fraiburgo, no Oeste de Santa Catarina

Policial mata irmã com tiro acidental enquanto limpava arma de fogo
Laudo apontou que ele havia ingerido bebida alcoólica. A jovem de 18 anos sofreu um tiro no pescoço

A vítima do disparo foi identificada como Letícia Estefany Braga. Ela foi atingida na perna direita e socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Em nota, a Polícia Civil informou que ela foi encaminhada para uma unidade de saúde e para a realização do exame de corpo de delito. “Diligências estão sendo realizadas para coletar mais informações sobre o caso”, finaliza.

Preso em flagrante, Cosmo foi conduzido à Delegacia de Crimes Funcionais (Decrif) para procedimentos, informou a Polícia Militar do Pará, por meio do 21º BPM, que atendeu à ocorrência.

Enquanto aguarda a audiência de custódia, que será realizada nesta segunda-feira (27) no Juizado da Vara Criminal de Marituba, o agente deve seguir preso na Central de Triagem da Marambaia, na capital paraense. De acordo com o Sindicato, o policial foi autuado por lesão corporal grave.

“O delegado compreendeu que não houve tentativa de homicídio. Nós acreditamos que na audiência de custódia, ficará claro que ele agiu com legítima defesa. Ele é um ótimo policial, calmo, tranquilo, não tem passagem pela Polícia”, disse Demetrius.

 

Palavras-chave

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ