Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Professor de escola de pública do Pará é destaque em evento de robótica em São Paulo

A competição reuniu 2 mil alunos de 23 estados brasileiros, divididos em 70 equipes. O professor Rafael Herdy foi considerado o 4º melhor técnico da competição e o único professor de escola pública do país

Emanuele Corrêa

O Pará foi representado, em São Paulo, na 4ª edição do Festival Sesi de Robótica pela equipe "Pavulagem" formada por alunos e professores de escolas públicas. No domingo (29), o professor Rafael Herdy, do Núcleo Tecnológico Educacional (NTE) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), ganhou destaque no torneio, na categoria técnico/mentor, como o 4º melhor técnico da competição e o único professor de escola pública do país. A equipe retorna nesta segunda-feira (30) ao Pará.

VEJA TAMBÉM

Prevenção a naufrágios: identificar demandas por transporte é decisivo, diz professor
Acidentes também provêm da inadequação de embarcações para navegar em áreas com condições severas de ondas

Professor chora durante homenagem de centenas de alunos no último dia de aula; assista
Estudantes e funcionários da escola se reuniram nos corredores para aplaudir o educador, em sua despedida

A competição reuniu 2 mil alunos de 23 estados brasileiros, divididos em 70 equipes. Foram mais de 20 horas de competição, até o resultado. Além do destaque ao professor Rafael - que divide a função de técnico do pavulagem com o professor Petrônio Madeiros -, cinco estudantes das escolas públicas Albanízia de Oliveira Lima e Jarbas Passarinho, ficaram entre as melhores equipes: Judson Barbosa, Gustavo Veloso, Rodolfo Thiago da Costa, Karen Santos e Emilly Trindade.

Professor de escola de pública do Pará ganha destaque em evento de robótica em São Paulo

Com chapéus de fita - fazendo referência aos chapéus utilizados no cortejo do Arraial do Pavulagem - o professor e os alunos vibraram pela conquista paraense. Ao subir no palco, Rafael recebeu o troféu e abriu a bandeira do estado do Pará em comemoração. "Os alunos se divertiram bastante, tivemos várias premiações. Nós aqui do Pará estamos levando o quarto lugar de melhor técnico, destaque do evento. Estamos levando um título muito importante para a educação do nosso estado", celebrou ao final do evento.

"Estamos abrindo um caminho, uma porta, para que outros alunos e professores possam ingressar no mundo da robótica. Participar de outros torneios, aprender sobre ciências, tecnologia, engenharia, matemática. De maneira divertida e prazerosa. Esses alunos são vitoriosos. Já vieram de uma etapa regional, agora estão em uma etapa nacional. Estamos voltando pra casa com a sensação de dever cumprido", completou empolgado.

Rafael relembrou que a equipe "Pavulagem" era a única composta por alunos de escolas públicas da região norte do país e, que na etapa anterior, ficaram em segundo lugar. "Nossa equipe alcançou o segundo lugar no desafio do robô, na etapa regional. Etapa muito importante para o torneio, onde os alunos conseguem experimentar em uma mesa as programações desenvolvidas", concluiu.

Pavulagem apresenta Scanner 3D paraense

A temática da 4ª edição do Festival Sesi de Robótica relacionava o transporte e logística, e desafiou o pensamento sobre quais pontes irão conectar a sociedade ao futuro. A equipe “Pavulagem” apresentou aos jurados um scanner 3D com capacidade de reconhecer interiores de veículos e embarcações, para otimizar o espaço durante o transporte de cargas. O protótipo chamou a atenção dos jurados, por levar em consideração os aspectos da Amazônia, visto que, muitas mercadorias são transportadas pelos rios em embarcações. O objetivo do projeto é promover economia nos fretes e deixar o preço final do produto mais em conta, proporcionando benefícios à população, de acordo com informações da Agência Pará.

Thiago Nunes, aluno da escola Albanizia de Oliveira Lima, destacou a rotina entre a escola formal e a atividade tecnológica e como ambas estão interligadas por meio da robótica e tem aplicações práticas no cotidiano. “Levo muita experiência pra casa. Tudo que a gente passou aqui são aprendizados que a gente leva pra sala de aula, pra sala de robótica e para a nossa vida. A gente aprendeu a lidar com situações da vida real, que acontecem no mercado de trabalho. Foi extremamente importante a volta do torneio presencial, já que as últimas duas edições foram online, pois o calor humano é diferente. Olhar nos olhos, trocar ideias, tocar nas coisas é diferente do digital”, comentou o aluno.

A secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, disse que esse é um momento de muita alegria para a educação: “A robótica escolar é uma atividade que perpassa por todas múltiplas disciplinas, dentre elas, a ciência, além de estimular a criatividade dos nossos alunos, a conhecerem o novo e para nós isso é muito significante. Ter um dos nosso professores reconhecido é muito gratificante. A toda 'Equipe Pavulagem', meu reconhecimento”, finalizou.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ